Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 08/08/2016

Para Edvaldo Lima faltou organização na Marcha para Jesus

1-21

Em pronunciamento na sessão ordinária desta segunda-feira (08), na Casa da Cidadania, o vereador Edvaldo Lima (PP) teceu críticas à organização da Marcha para Jesus. Segundo ele, este ano os vereadores evangélicos não foram convidados para o evento.

 

“A Marcha, por vários anos, foi um evento de grande porte na cidade e a maioria dos pastores acompanhava e ajudava a sua realização. Nesta última edição, eu vi as lideranças um pouco recuadas e, com todo respeito que tenho a Associação de Ministros Evangélicos – AME, acredito que faltou organização. No passado todos os pastores recebiam convites, assim como a comunidade constituída, mas desta vez o vereador evangélico Edvaldo Lima não foi convidado e quero saber se algum vereador Evangélico desta Casa recebeu convite?”, indagou o pepista.

 

 

Ainda em seu pronunciamento, Edvaldo relatou que a Marcha para Jesus não está mais seguindo o foco. “O evento não está mais focado em prol dos enfermos, está tendo sua finalidade desviada. Este ano não estiveram os pastores que costumavam estar na organização acompanhando e dando o direcionamento ao evento. Entendo que a Marcha está sendo mais política, direcionada por alguém que não deveria estar envolvido, pois ela tem que ser dirigida por pastores. Fiquei sabendo ainda que o Governo prometeu a liberação dos recursos em troca do afastamento do pastor Rodolfo Souza da locução do evento”, disse.

 

Em aparte, Isaías de Diogo (PSC) declarou que em Feira de Santana existem instituições responsáveis pela organização da Marcha e que os vereadores evangélicos devem manter suas identidades e fazer valer a união das igrejas em prol da realização do evento.

 

Ascom