Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 27/03/2017

Pastor é assassinado a tiros durante culto em congregação da Assembleia de Deus

Um culto na noite do último domingo, 26 de março, terminou com o pastor assassinado a tiros, dentro da igreja. O caso, registrado na cidade de Itaboraí (RJ), repercutiu na imprensa local e a Polícia Civil já investiga um suspeito.

 

O pastor Custódio Gonçalves, 57 anos, era o dirigente da Assembleia de Deus Ministério Apascentando Ovelhas. O templo, localizado no bairro Santo Antonio, em Manilha, estava cheio no momento do crime.

 

De acordo com informações do G1, um homem entrou no templo por volta das 20h30, enquanto o culto acontecia, e efetuou os disparos contra o pastor. A Polícia foi chamada, mas quando chegou, Custódio Gonçalves já estava sem vida.

 

A Delegacia de Homicídios de Niterói, São Gonçalo e Itaboraí assumiu a investigação do caso, mas ainda não sabe o que motivou o crime. Um suspeito foi preso nas primeiras horas dessa segunda-feira, 27 de março, e levado à delegacia para prestar depoimento.

 

A TV Globo noticiou que o delegado responsável não revelou detalhes sobre o depoimento do suspeito. Amigos e familiares do pastor disseram que Custódio Gonçalves trabalhava como Guarda Municipal de Itaboraí, cidade que faz parte da Região Metropolitana do Rio de Janeiro.

 

Nas redes sociais, fiéis da denominação dirigida pelo pastor, assim como amigos e familiares, prestaram homenagens a ele: “Que o Senhor receba o nosso irmão em seu reino e lhe dê paz e o merecido descanso”, escreveu um internauta.

 

“A certeza como cristã que eu tenho que um dia vamos todos se encontrar na cidade santa. Lá sim não haverá mais dor. Sim seremos eternamente felizes. Que Deus conforte o coração de todos e em breve estamos juntos na cidade santa, muito alegres”, afirmou outra usuária do Facebook.

 

GOSPEL+