Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 29/06/2018

Pastor expulsa membro da igreja por faltar a cultos de domingo “sem permissão”

A jovem Azoia Williams foi expulsa da igreja que frequentava “desde o nascimento” após faltar a dois cultos de domingo “sem a permissão” do pastor. O caso, surreal, foi manchete nos Estados Unidos após a fiel protestar nas redes sociais.

 

O pastor da Zion Chapel Church of God in Christ em Bolton, Mississipi, David E. Johnson Sr., teria enviado uma carta à jovem avisando que ela seria desligada da membresia da igreja caso não comparecesse a uma reunião com ele e a diretoria da igreja no domingo seguinte.

 

“Esta correspondência está sendo escrita para expressar nossa preocupação sobre sua ausência de frequentar os cultos da igreja nos últimos meses. Por favor, saibam que quando você está ausente, você realmente faz falta”, dizia a introdução da carta, que na sequência alertava sobre a política de expulsão da igreja para faltas não justificadas.

 

“‘Um membro que estiver ausente dos cultos da igreja por dois domingos consecutivos e não estiver presente no segundo domingo do mês seguinte, sem estar devidamente dispensado pelo pastor, será exonerado do rol de membros da igreja’”, dizia a carta, citando a política da igreja.

 

Segundo informações do portal The Christian Post, Azoia Williams recebeu o prazo de 24 de junho para comparecer perante o pastor e o conselho de administração da igreja para salvar sua filiação.

 

“Gostaríamos muito da oportunidade de você continuar a fazer parte da família da igreja porque amamos cada membro e estamos verdadeiramente preocupados com você. Por isso, solicitamos respeitosamente a sua presença na igreja no domingo, 24 de junho, para se encontrar com os membros”, dizia a carta assinada pelo pastor e a diretoria.

 

“Não fazer isso será uma indicação de seus desejos para terminar a sua participação na Zion Chapel Church of God in Christ por absentismo excessivo”, alertava a missiva.

 

A jovem, então, decidiu usar as redes sociais para externar sua indignação, afirmando que ela não era a única membro da igreja a receber tal intimação, e que a ameaça foi levada adiante, com sua exclusão de membresia.

 

“Eu realmente não me importo que eu tivesse que fazer isso, mas eu vou falar por mim e muitos outros que receberam a mesma coisa. Se você ler esta carta você verá que eu fui expulsa da Zion Chapel liderada por David Johnson Sr”, protestou Williams, que justificou sua ausência alegando que estava ocupada com seus estudos na faculdade.

 

“O assunto acabou e eu não vou mais frequentar Zion Chapel e sinceramente eu estou feliz porque eu encontrei uma nova igreja em casa. Já que igreja diz que isso é uma indicação dos meus ‘desejos’ que não poderiam ter sido porque nem uma alma daquela igreja ligou para perguntar ‘Azoia, como está indo a escola? Ou como está sua família?’, então, como você pode assumir que é meu desejo ser expulsa? Mas eu não desejo nada de negativo a eles. Vou apenas remover o negativo da minha vida e seguir em frente para o futuro brilhante que eu sei que Deus tem para mim!”, encerrou a jovem.

 

Gospel +