Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 17/07/2017

Pastor fala sobre jovens que abandonam a igreja: “Precisam de um encontro real com Jesus” 

Um pastor de Feira de Santana, município da Bahia, disse que muitos jovens acabam saindo da igreja pelo fato de não terem ainda um encontro real com Deus. Além disso, ele acredita que é possível resgatar pessoas por meio do rock. O estilo musical tão estigmatizado como “satânico” pode ser uma ótima ferramenta para atrair vidas para Cristo, segundo o líder que pastoreia há mais de 20 anos.

 

Cleiton Falck esteve presente na Expoevangélica 2017, em Fortaleza (CE) e conversou com nossa reportagem sobre seu ministério. “Mesmo antes de ingressar no mundo da música eu sempre fui do rock, desde a infância. Muitas pessoas acham que na Bahia só tem axé e pagode, mas o rock também está na veia. A gente vive a música com muito amor”, diz ele em entrevista exclusiva para o Portal Guiame.

 

Para o pastor que tem como inspiração musical bandas como Skillet e P.O.D, a música é um meio de levar a mensagem de Jesus para os perdidos. “A música é um veículo. Você pode usar ela como um transmissor de boas mensagens ou más mensagens. Eu acredito que podemos usar essa ferramenta para transmitir aquilo que a gente vive e aquilo que a gente é. Podemos transmitir as boas novas de Cristo”, ressaltou.

 

“Eu acredito que todo mundo é assim, consciente ou inconscientemente. Por isso é bom ficar atento, pois às vezes a música tem uma pegada muito boa, mas a mensagem nem sempre é”, alertou.

 

Os jovens e a Igreja

 

O pastor ainda comenta que lida com jovens há bastante tempo e diz porque tantos acabam se afastando da igreja. “Há mais de 20 anos que eu trabalho com jovens. Eu acredito que a primeira base deve ser o jovem ter um encontro verdadeiro com Cristo. Porque se você tem um encontro verdadeiro com Ele, na escola, na faculdade, onde você for, essa base estará em você e os princípios bíblicos também estarão em você”, pontuou.

 

“Mas, a igreja também precisa dar um suporte para esse jovem. Ele precisa de líderes e de projetos que possam viabilizar para esse jovem uma estrutura de apoio e amparo, não apenas de ensino religioso, mas que ele se sinta amparado e cuidado. Nesse momento, quando a crise vier, porque ela vai vir, ele vai permanecer firme”, colocou.

 

Cleiton lançou seu primeiro disco no final de 2015. Intitulado “Graça”, o projeto leva o nome de seu trabalho ministerial (Ministério Graça). O CD tem 10 canções (oito delas autorais) e pode ser ouvido pelo Deezer.

 

GUIAME