Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 10/06/2018

Pastor nega ter pedido dinheiro para compra de avião: “Não fiz nada de errado”

O pastor e televangelista norte-americano Jesse Duplantis, adepto da teologia da prosperidade, gravou um vídeo para tentar esclarecer uma polêmica que circulou o mundo envolvendo o seu nome, ao ser acusado de pedir dinheiro aos fiéis para a compra de um avião, modelo Falcon 7X, cujo valor médio é de U$54 milhões.

 

“Para todos vocês, outras pessoas que podem não entender isso, você tem esse direito. Eu não vou me defender porque eu não fiz nada de errado e eu quero dizer isso sinceramente. Mas se você acredita nisso, se você acha que eu pedi, você tem esse direito. Isso é o que é bom nos Estados Unidos da América, é chamado de liberdade de expressão”, disse ele, segundo o Christian Post.

 

Fundador do Jesse Duplantis Ministries, em Louisiana, Estados Unidos, o pregador argumentou que foi mal interpretado e que a mídia distorceu suas palavras. “Você sabe, quando você começa a pegar uma história, as pessoas começam a adicionar coisas a ela, levando as coisas embora, coisas dessa natureza e tudo fica confuso”, disse ele.

 

Jesse falou que não pediu dinheiro para a compra do avião, mas sim para que os fiéis acreditassem junto com ele na condição de comprá-lo: “Antes de tudo, nunca angariei dinheiro para o avião. Eu coloquei na nossa revista e disse: ‘Acredite em Deus comigo’”, disse.

 

“Existe uma grande diferença entre ‘acreditar em Deus’ e pedir dinheiro”, argumenta, explicando que Deus teria lhe dito que não precisava arrecadar dinheiro, porque a compra do avião é algo que “só virá”.

 

“Eu não estou pedindo para você pagar pelo meu avião. O Senhor disse: ‘Eu não pedi a você para pagar por isso, eu pedi a você para acreditar nisso.’ Isso é o que eu disse. Então estou acreditando e quero que você acredite comigo”, disse ele se dirigindo aos seguidores.

 

Ainda assim, Jesse relatou casos de pessoas entrando em contato com ele para contribuir com a compra do avião, que segundo ele iria facilitar o seu deslocamento para outros países, já que a autonomia da aeronave é maior e não precisaria ficar parando para abastecer.

 

Em resposta a um dos fiéis que disse querer colaborar com a compra ele declarou:

 

“‘Bem, isso é com você. ‘ Mas eu nunca lhe pedi isso“, frisou. “E, não há nada de errado em pedir-lhe isso. Mas essa não é a questão, porque eu não pedi, porque estou seguindo a direção que o Senhor me disse: ‘Apenas acredite em mim e eu irei’”.

 

 

Gospel +