Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 02/09/2014

Pastor Silas Malafaia comemora “recuo” de Marina Silva sobre “agenda gay” e provoca Jean Wyllys: “Avisa ele que os cristãos são maioria”

pastor-silas-malafaiaO pastor Silas Malafaia comentou a mudança do capítulo que fala sobre os grupos LGBT no programa de governo de Marina Silva (PSB) e da irritação do deputado federal e ativista gay Jean Wyllys (PSOL -RJ).

 

O programa da candidata ao Palácio do Planalto previa atender a muitas exigências dos ativistas LGBT, incluindo o chamado “casamento gay”. Uma reação em massa de internautas cristãos levou a coligação Unidos pelo Brasil a divulgar uma errata sobre o programa, e dizer que o trecho não era o que havia sido combinado entre Marina e o falecido Eduardo Campos.

 

Na versão final, muitas questões consideradas primárias pelos ativistas gays haviam sido alteradas, o que irritou Jean Wyllys. O candidato à reeleição como deputado federal criticou Marina, dizendo que ela havia cedido às pressões do pastor Silas Malafaia e frustrado “a esperança” de muitos homossexuais.

 

Silas Malafaia usou seu Twitter para responder a Wyllys: “Mais do que nunca não podemos abrir mão dos votos de dep. federal e estadual. Querem detonar nossos valores. Avisa ao Jean Wyllys que Marina não recuou por causa dos meus tuítes, e sim, devido à pressão dos cristãos que são maioria no Brasil”, provocou.

 

Na sequência, Malafaia ainda destacou que é legítimo lutar por aquilo em que se acredita: “Os gays não lutam pela sua agenda? Sim, isso é democrático. Já viram o recuo de Marina devido as posições do povo de Deus? É democrático. Se não tivesse o twitaço na sexta e no sábado o ativismo gay estaria rindo da nossa cara hoje. Mudaram parte [do] programa de Marina, estão revoltados. O ativismo gay está irado com Marina, começo a ficar satisfeito kkkk Valeu a pressão de todos, não estamos aqui pra engolir agenda gay. O que estamos fazendo é perfeitamente democrático, lutar por nossas convicções e valores. É o que todos os grupos sociais fazem, sabemos fazer”, publicou o pastor.

 

Malafaia também aproveitou para reforçar as críticas ao PT, a forma como o governo Dilma Rousseff se relacionou com a comunidade evangélica e a perseguição feita a ele: “O PT procura os evangélicos de 4 em 4 anos,o restante do tempo, lutam contra nossos princípios e valores.Tenho acompanhado isso, verdade total. Estão tentando de todas as formas me tirar do ar na internet, e nós é que somos os intolerantes. São tão democráticos, só kkkkkkkk”, ironizou.

 

Por fim, destacou que as posturas defendidas por ele fazem parte da sociedade ocidental: “Somos a favor do estado laico, mas isso não exclui a ideologia cristã, como [não exclui] as demais. Não somos idiotas, temos o direito de nos posicionar. A malandragem do ativismo gay e dos esquerdopatas (sic) é dizer que a ideologia cristã é só religião e não um estilo de vida. E alguns acreditam. O cristianismo tem marcado o estilo de vida de bilhões de pessoas na sociedade influenciando em todos os aspectos da vida. Vamos calar? NÃO! Os petistas pensam que eu tenho memória curta, FORA DILMA! Não pensem que minhas desavenças com Marina é porque mudei, sei onde quero chegar”, finalizou o pastor.

 

Gospel +