Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 20/06/2014

Pastor Silas Malafaia critica vice presidente do PT por divulgar “lista negra”

29-05-2014_09_38_20_O episódio das vaias à presidente Dilma Rousseff (PT) durante o jogo de abertura da Copa do Mundo em São Paulo desencadeou uma polêmica enorme sobre a disputa política e motivou discussões acaloradas na sociedade.

 

O pastor Silas Malafaia comentou o episódio das vaias e repudiou o “enxovalhamento” da figura da presidente da República, mas também atacou a generalização feita pelos membros do partido sobre a origem da insatisfação com Dilma.

 

“A piada do PT: quando eles são vaiados ou xingados, são as elites que fazem. Quando são aplaudidos, é o povo. A outra piada do PT: quando a oposição é vaiada ou xingada, é o povo. Quando são aplaudidos, é a elite que faz. Resumo: pensam que o povo é deles”, escreveu o pastor Silas Malafaia em seu perfil no Twitter.

 

A polêmica, no âmbito do partido, teve capítulos mais tensos. O coordenador das redes sociais do PT publicou um artigo no site oficial do partido responsabilizando a imprensa pelo episódio das vaias. No texto, Alberto Cantalice – que é vice-presidente do PT – cita nomes de jornalistas como pessoas que “estimulam setores reacionários e exclusivistas da sociedade brasileira a maldizer os pobres” e sua ascensão social.

 

Um dos citados por Cantalice, o jornalista Reinaldo Azevedo publicou um artigo em sua página no site da revista Veja afirmando que processará o petista por calúnia e difamação, uma vez que a seu ver, Cantalice o acusa de cometer crimes como o de discriminação: “Estou anunciando aqui que vou processá-lo. E a razão é claríssima. Ele está me acusando se estimular a que outros “maldigam os pobres” e os discriminem em ambientes públicos. Se eu faço isso, então eu sou um criminoso. Violo um artigo da Constituição e da Lei 7.716, alterada pela Lei 9.459. Vale dizer: transgrido a Carta Magna do meu país e cometo um crime previsto em lei. Então o sr. Cantalice vai ter de provar o que diz. Ele vai ter de dizer em que artigo e em que momento eu preguei a discriminação contra os pobres”, afirmou Azevedo.

 

Silas Malafaia também comentou o pronunciamento de Cantalice, que a seu ver, autorizou uma espécie de caça às bruxas na mídia: “Olha o comunismo aí gente! Vice presidente do PT, Alberto Cantalice, divulga no site do partido lista negra de jornalistas. Jornalistas independentes que não comem na mão do PT, que eles não suportam, e querem denegrir pelas redes sociais. Eu disse aqui que não concordei com os xingamentos dirigidos à presidente, um absurdo! Agora dizer que foram as elites, uma piada. Foi o povo! Para o PT, jornalista bom são aqueles que só elogiam o que eles fazem. Quando criticam, estão a serviço da elite. E dizem que são democráticos”, disparou o pastor.

 

Azevedo afirmou ainda que os membros do PT usam a máquina pública para chantagear os proprietários de jornais, revistas e emissoras de rádio e TV para demitirem os jornalistas que criticam as ações do governo: “Os petistas, saibam os senhores, pedem a cabeça de jornalistas para seus respectivos patrões. O partido tem nas mãos instrumentos para fazê-lo: anúncios da administração direta e propaganda de estatais. Alguns cedem, outros não!”, concluiu.

 

Fonte: Gospel+