Notícias do Mundo Gospel

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 13/12/2014

Pastor terá programa de TV onde se “encontrará” com prostitutas

x8-minutes_612x380-320x198.jpg.pagespeed.ic.UCEUW1H3TyO canal pago A & E está produzindo um novo reality show chamado “8 minutes”. Como o nome indica, esse é o tempo proposto para que prostitutas sejam convencidas a mudar de vida.

 

Foram filmados oito episódios até agora, mas o programa só estreia em 2015. Mesmo sem ir ao ar, a polêmica já existe. O pastor Kevin Brown, de uma igreja de Orange County, na Califórnia, é o homem com a missão de entrar em um quarto de hotel e argumentar com as mulheres diante das câmaras, tentando fazê-las abandonar a profissão.

 

O produtor executivo Tom Forman, conhecido pelo programa Extreme Makeover: Home Edition, conta que a ideia veio após ele ler um artigo em um jornal sobre o pastor Brown. Policial aposentado, ele e sua igreja possuem um ministério chamado “Passagem Segura”, e contam que já ajudaram muitas mulheres a abandonar a prostituição. A única diferença é a presença das câmeras.

 

Brown explica que durante anos precisou prender essas mulheres, mas o que realmente queria era ajudá-las. Quando se tornou pastor em tempo integral, lançou o desafio para sua congregação, que lhe deu total apoio. Para o produtor, o reality apenas mostrará na TV o que já vem acontecendo na vida real dessa igreja, não existe nada combinado.

 

Kevin explica que está acostumado a ouvir delas que não tem outro lugar para ir, são abusadas por seus cafetões, e que realmente só precisam de uma mão amiga. A mecânica do programa é relativamente simples: os produtores pegam anúncios de jornal ou na internet e ligam contratando o serviço. Quando a prostituta chega ao quarto do hotel está esperando mais um “encontro”, mas é surpreendida pelo pastor Brown, que lhes paga adiantado o valor pedido e esclarece que não quer sexo, apenas conversar. Na maioria das vezes, as lembra dos perigos dessas escolhas e apresenta a elas a mensagem de “vida nova” em Jesus.

 

Sem querer estragar as surpresas, Forman conta que algumas mulheres caíram no choro, outras se mostravam felizes com a possibilidade de mudar de vida, embora nem todas tenham aceitado a proposta. Nenhuma recusou a oração oferecida pelo pastor.

 

O tempo de 8 minutos foi uma sugestão do pastor, o qual afirma ser esse o tempo médio que os cafetões esperam do lado de fora. Ou seja, se alguma das mulheres não aceita um “programa”, por se sentir ameaçada de alguma maneira, podem sair do quarto e pedir ajuda que ele ainda estará lá esperando por ela.

 

Membros da igreja que participam do ministério de intercessão também estiveram nos locais de gravação. Algumas são ex-prostitutas que servem como conselheiras para as que tomaram a decisão. Todos que participaram levam a proposta muito a sério e esperam que, de alguma maneira, isso sirva de inspiração para prostitutas que porventura assistam.

 

Dentro do roteiro de “8 minutes” está previsto acompanharem o que acontece com cada uma das mulheres depois do encontro com o pastor. O produtor adianta que, em alguns casos, eles tiveram de conduzir as mulheres por uma saída traseira do hotel, colocá-las em um van e levá-las até um local seguro. Elas tinham medo de encontrar com os cafetões e dizer que não iriam mais trabalhar para eles.
Entrevistado pela revista Entretainment Weekly, Foreman conta que gostou muito de mostrar como a fé pode ser usada de maneira positiva. “São pessoas reais, que abrem mão de fazer outras coisas e se arriscam para salvar alguém que não pediu a sua ajuda. Estou encantado com o que eles fazem, e nós queremos apenas tentar mostrar isso”, encerrou.

 

Com informações de EW