Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 08/04/2016

Pastor vereador renuncia para “continuar honesto

a

O vereador de Curitiba Pastor Valdemir Soares (PRB) renunciou ao cargo nesta quarta-feira (6). Ele afirmou que deixa o cargo tranquilo e que tomou a decisão para continuar sendo honesto.

 
“Saio tranquilo. Tendo a certeza que saio porque quero continuar honesto”, disse o parlamentar.

 
Soares foi acusado pela vereadora Julieta Reis (DEM) de votar em nome dela na sessão da Câmara Municipal de Curitiba.

 

As imagens das câmeras internas mostram que ele usava o terminal de voto da vereadora Julieta Reis que não estava presente na sessão e teve o voto registrado. Valdemir Soares nega e diz que prefere renunciar.

 

Na noite de terça (5), o pastor avisou em seu Facebook que iria desistir do cargo. “Em amor as pessoas que me conhecem, acreditam e apoiam nossa caminhada. ‘Nada pode abalar um homem de consciência limpa’”, escreveu.

 

O que estava sendo votado no dia 31 de março era se as faltas dos professores municipais que fizeram greve deveriam ser perdoadas pela prefeitura.

 

A vereadora Julieta não havia voltado do almoço e por isso não estava na sala para votar. Os equipamentos utilizados na Câmara de Curitiba não exigem senha, ele registra as presenças dos vereadores e pisca até o voto ser registrado.

 

Julieta afirmou aos jornais que seu voto aparece como a favor do perdão das faltas, mas ele diz que se estivesse presente votaria contra. “Como vamos abonar falta? Quem tem que abonar é o senhor prefeito. Eu votaria contra”, garantiu a vereadora.
No lugar do pastor Valdemir Soares assume Edson do Parolin (PSDB)

 

GOSPEL PRIME