Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 14/01/2015

Pesquisa revela que homens também se preocupam com a aparência

unnamed (11)Se a vaidade era vista apenas como uma característica feminina, certamente essa visão ficou no passado. Atualmente, os dois sexos estão procurando com a mesma frequência tratamentos estéticos para melhorar a aparência e aumentar a autoestima. De acordo com pesquisa feita pela farmacêutica Allergan em parceria com a Sociedade Brasileira de Dermatologia e a Sociedade Brasileira de Cirurgia Plástica, 82,5% dos homens entrevistados pensam em fazer alguma intervenção facial.

 

O estudo também mostrou que, além das cirurgias plásticas, os homens estão consumindo bastantes cosméticos para diminuir os efeitos da idade, sendo que 45% usam creme antirrugas. Entre os tratamentos estéticos que despertam mais interesse neles estão os que envolvem laser para eliminar as manchas da pele e a toxina botulínica, pois reduz as linhas de expressão e os “pés de galinha” próximos aos olhos.

 

Pelo visto, não é apenas no Brasil que os homens têm se preocupado mais com o visual. Em outra pesquisa, realizada pela Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica, o público masculino mundial representou, em 2013, 23% dos pacientes de injeções faciais como o ácido hialurônico e toxina botulínica. Aliás, o Brasil aparece em 2º lugar no ranking dos países que mais aplicaram essa toxina, levando em consideração tanto homens quanto mulheres.

 

Motivos para a alta procura

 

Com o mercado de trabalho cada vez mais competitivo e a inclusão de muitos jovens nele, os homens mais velhos encontram a necessidade de aparentar jovialidade e disposição. Esse é um dos principais motivos para o aumento de homens nos consultórios estéticos. Além disso, como os procedimentos estão aprimorados e a maioria é indolor, inclusive depois da intervenção, os homens têm uma razão a mais para não temer as intervenções, e irem confiantes em busca de bons resultados.

 

No caso das cirurgias plásticas, segundo dados da Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica, os homens também têm procurado mais pela rinoplastia, lipoaspiração e otoplastia, sendo que eles representam 12,8% dos pacientes nesses procedimentos. Quando as mulheres são contabilizadas, o ranking geral muda um pouco, pois elas se interessam mais por lipoescultura e ainda a mamoplastia de aumento.