Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 08/05/2015

Pesquisador diz que luz vista pelo apóstolo Paulo era meteorito

16Os relatos de Atos a respeito da conversão de Paulo ganharam um novo significado segundo o estudo do pesquisador William Hartmann. Ele afirma que a experiência que cegou o apóstlo durante o caminho a Damasco não foi um anjo, mas sim um meteorito.

 

A Bíblia relata que Paulo pediu cartas para ir até Damasco encontrar e prender os cristãos, mas no meio do caminho um resplendor de luz vindo do céu caiu sobre a terra. Com a luz veio a voz que fez com que ele aceitasse o chamado do Senhor.

 

Para Hartmann a luz que caiu na terra foi um efeito astronômico semelhante ao que aconteceu em Cheliabisnk em 2013. Com o impacto do meteorito Paulo teria visto a grande luz que desceu do céu e o deixou cego por três dias.

 

O pesquisador, que é cofundador do Instituto de Ciência Planetária de Tucson, no Arizona (Estados Unidos), diz que não quer desacreditar o relato bíblico, apenas mostrar como um meteorito pode ter mudado a história do cristianismo.

 

O artigo que fala a esse respeito foi publicado como “um artigo polêmico e revolucionário” por juntar registros bíblicos com fenômenos astronômicos.

 

Mas Hartmann não é o primeiro pesquisador a tentar encontrar uma razão física para trechos bíblicos que narram experiências espirituais. A passagem que narra Moisés recebendo os dez mandamentos também é contestada. O escritor Erich Von Däniken diz que na verdade o profeta teve uma experiência com extraterrestres.

 

O ufologista suíço diz que interpretar a experiência de Moisés como um contato com Deus é um erro, pois para ele o profeta se comunicou mesmo foi com um ser de outro planeta.

 

Gospel Prime