Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 08/11/2016

Plano de Cultura aprovado. Bancada evangélica volta-se contra Edvaldo Lima

00000

Numa das sessões mais longas do ano, os vereadores aprovaram nesta terça-feira em primeira e segunda votação o Plano Municipal de Cultura. Apesar de haver quase unanimidade a favor do Plano, a votação acabou depois uma da tarde, prolongada pelas tentativas do vereador evangélico Edvaldo Lima, que desejava excluir do plano qualquer menção a manifestações homossexuais, como a Parada Gay e queria proibir que recurso público fosse utilizado no segmento.

 

Para concluir a votação do projeto, elaborado em 2014 e só enviado ao Legislativo em abril, os vereadores fizeram seguidas sessões, para votar pareceres, emendas e o projeto em si, em primeira e segunda votação e em redação final.

 

Embora os evangélicos componham metade dos vereadores, apenas Edvaldo Lima colocou-se contra o Plano. Ontem (07) ele chegou a dizer que os defensores do projeto iriam proteger a pedofilia.

 

Quando as manobras para retardar a votação acabaram e o plano foi aprovado, o vereador foi à tribuna e atacou os demais vereadores evangélicos, dizendo que votaram “a favor da imoralidade”, que por isso tinham “as mãos manchadas” e anunciando que tentaria anular a votação na Justiça. “Plano que vem contra a sociedade de Feira não podemos aprovar”, avisou.

 

O ataque ao próprio segmento religioso revoltou seus pares, que também foram à tribuna e o acusaram de fazer campanha difamatória contra eles nas igrejas.

 

Todo o processo de discussão na sessão de hoje foi acompanhado pelo segmento artístico, que expôs cartazes improvisados atrás da câmera que transmite a sessão pela internet, enquanto os vereadores discursavam.

 

Tribuna Feirense