Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 16/09/2016

Polícia Federal prende o principal recrutador do Estado Islâmico no Brasil após dica do FBI

01

A presença do Estado Islâmico em território brasileiro, embora ainda pequena, é uma realidade. Na última semana, a Operação Hashtag, da Polícia Federal, identificou e prendeu o principal recrutador do grupo terrorista em solo brasileiro.

 

O menor M. B. S., de 17 anos de idade, conhecido como Ismail Abdul Jabbar AI-Brazili, é morador de Goiânia e vinha constantemente gravando vídeos para o canal de propaganda do Estado Islâmico voltado a países de língua portuguesa.

 

Segundo informações da revista Veja, o menor está recolhido em um abrigo para menores infratores. Ele e a família moravam nos Estados Unidos, mas foram deportados em maio de 2015 por determinação do FBI. Eles foram descobertos após postagens do jovem em idolatria a Osama bin Laden, que chamou a atenção da polícia federal norte-americana. Na investigação, foi revelado que a família vivia ilegalmente no país.

 

De volta ao Brasil, M. B. S. ficou sob o radar da Polícia Federal, e o diagnóstico inicial passado pelo FBI foi confirmado. O adolescente se converteu ao islamismo há dois anos, quando vivia em Atlanta, Geórgia (EUA) e adotou a interpretação literal do alcorão, sendo usado como um divulgador do Estado Islâmico para o público lusófono.

 

A Operação Hashtag descobriu que M. B. S. e seus seguidores comemoraram a veiculação de uma reportagem da revista Veja que anunciava a existência do grupo. Os integrantes elogiaram o menor pelo “excelente” trabalho de propaganda.

 

Após ser detido, o jovem disse que não se converteu ao islamismo radical por influência de uma pessoa específica, mas através dos materiais que o Estado Islâmico divulga, o que reforça a avaliação das autoridades de que os vídeos de barbáries cometidas pelos terroristas têm função de atrair pessoas para sua causa.

 

GOSPEL +