Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 26/09/2015

Policlínicas garantem plena cobertura de média complexidade

2592015081545As seis policlínicas localizadas em bairros e distrito de Feira de Santana e mais a Unidade de Pronto Atendimento 24h (UPA) da Mangabeira garantem a assistência de até média complexidade à população de Feira de Santana, conforme o que é preconizado pelo Ministério da Saúde. As unidades instaladas no município são classificadas como tipo 1 – isto representa que para cada contingente de 50 mil a 100 mil habitantes deve existir uma unidade desse porte.

 

Além dessas, a Prefeitura de Feira de Santana está construindo a UPA da Queimadinha – tipo 2, o que corresponde a uma classificação ainda melhor. Tem capacidade de atender uma área de até 200 mil habitantes – e a policlínica do distrito de Maria Quitéria. Sendo assim, os 600 mil habitantes estão cobertos pelos serviços de saúde em média complexidade. O atendimento é de urgência e emergência e é prestado 24h.

 

“Os números de atendimentos nas policlínicas, mais 600 mil, entre janeiros e julho, refletem não apenas a estatística, mas a necessidade e o trabalho que vem sendo desenvolvido nestas unidades”, afirmou a secretária de Saúde, Denise Mascarenhas. “Isso aliado ao índice de resolutividade, que passa dos 99%”. Significa que a cada cem entradas, apenas uma é transferida para outros hospitais.

 

As policlínicas estão situadas nos bairros Rua Nova, George Américo, Tomba, Feira X, Parque Ipê, além do distrito de Humildes. Elas somadas a Upa da Mangabeira já atenderam, somente no primeiro semestre deste ano, mais de 600 mil pacientes. Os dados foram contabilizados pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS).