Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 02/03/2016

Pólo de Confecções da Bahia é lançado em Feira

6Transformar Feira de Santana no maior pólo de confecções do nordeste do país. Com essa proposta foi lançado nesta segunda-feira, 29, o Polo de Confecções da Bahia (Policon), iniciativa do Sindicato da Indústria do Vestuário de Feira de Santana com apoio da Prefeitura, através da Secretaria de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico (Settdec); Sebrae e Senai.

 

O Policon consistirá numa Central de Compras com lojas e fábricas a se instalarem no empreendimento Solar Santana Empresarial, denominado Edifício Garagem, situado na avenida Senhor dos Passos.

 

Serão 71 lojas para as indústrias de confecções de Feira de Santana, Ipirá e Salvador para venda em pronta entrega de confecções, acessórios e couros. O presidente do Sindvest apresentou o Plano de Mídia e a proposta do conceito do Policon, e definiu o prazo de adesão dos interessados e a data de inauguração para a primeira semana do mês de maio.

 

O secretário Antônio Carlos Borges Júnior, que representou o prefeito José Ronaldo de Carvalho no ato de lançamento do Policon, assinou o Termo de Cooperação Técnica entre o SindVest e a Prefeitura, com o objetivo de fomento ao desenvolvimento setorial e geração de empregos.

 

Na oportunidade o Senai e Sebrae, através de seus gerentes regionais, assinaram o Termo de Cooperação de Capacitação e Consultoria Técnica para os associados da Sindvest. O secretário Borges Júnior reafirmou o compromisso do Governo Municipal com o segmento de confecções no Município – o maior pólo industrial da Bahia e o maior gerador de emprego local. “O projeto Policon retoma a liderança empresarial de Feira de Santana, projetando a cidade para se tornar o maior pólo de confecções do nordeste, com um mix de produtos diversificados”, ressaltou.

 

Estiveram presentes também o secretário de Relações Institucionais, Sérgio Carneiro; a diretora da Settdec, Márcia Ferreira; o gerente do Sebrae, Isailton Reis; e o gerente do Senai, Edmundo Dórea.

 

Secom