Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 04/06/2015

Prefeitura assume despesas do Bolsa Família que é responsabilidade do governo federal

362015091433Desde dezembro a Prefeitura de Feira de Santana não recebe o aporte financeiro que é liberado pelo governo federal e aplicado na manutenção do Bolsa Família. O atraso dos recursos não interferiu diretamente no andamento do programa porque o município assumiu a responsabilidade e está repassando mensalmente os valores.

 

A folha de pagamento chega a R$ 118 mil – o pessoal é contratado. Na divisão de responsabilidade com a folha, o município ficaria com 30% e a União com 70%. Mas não é o que vem acontecendo.

 

Segundo o secretário municipal de Desenvolvimento Social, Ildes Ferreira, existem outros custos a serem cobertos, como o pagamento a fornecedores de material de consumo, por exemplo, cuja compra é autorizada pelo governo. Como o dinheiro não está chegando, gera-se débito com fornecedores. “O problema não está sendo maior porque a prefeitura vem bancando estes custos, mas não sei até quando o município vai pode segurar”.

 

Apenas com a folha, o acumulado já chega a quase R$ 600 mil. “É um recurso que está sendo remanejado e que, com certeza, aperta o cinto da administração municipal ainda mais em um tempo de retração em todos os campos da economia”. Ele afirmou que se os repasses atrasarem mais, não sabe o que vai ser feito para que a continuidade no atendimento aos feirenses continue.

 

Em Feira de Santana mais de 50 mil famílias recebem mensalmente os repasses do Bolsa Familia. “E por saber da importância destes recursos, tanto para as famílias como para o comércio local, é que a Prefeitura assume mais esta responsabilidade”, afirmou Ildes Ferreira.