Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 21/07/2014

Prefeitura dá assistência a criança acidentada em Parque

2172014151928 O Governo Municipal assegura toda a assistência necessária à criança acidentada em um brinquedo no Parque da Cidade Frei José Monteiro Sobrinho, no final da tarde deste domingo, 20. O menor, de 13 anos, foi levado para o Hospital Estadual da Criança, após receber os primeiros socorros pelo serviço de enfermagem de plantão no equipamento público.
O acidente ocorreu por volta das 16h50min, em um balanço onde a criança brincava. O suporte de sustentação de um balanço se desprendeu e o atingiu na cabeça. Os equipamentos também foram imediatamente interditados.

 

No momento do acidente a criança estava desacompanhada dos pais ou responsáveis. Imediatamente recebeu os primeiros socorros da equipe de enfermagem de plantão no Parque da Cidade e foi encaminhada para unidade hospitalar especializada.

 

O secretário de Agricultura, Recursos Hídricos e Desenvolvimento Rural, Ozeny Moraes, e o diretor do Parque da Cidade, Luciano Ribeiro, estão acompanhando todo o atendimento à criança e inclusive estiveram no Hospital Estadual da Criança logo após o acidente. Também estão dando todo suporte à família.Acidente no parque da cidade - Robelio Junior - 21-07-2014 (1)

Ozeny Moraes informa que os brinquedos do Parque da Cidade passam por manutenção periódica e logo que é observado qualquer defeito é procedida a interdição do equipamento para substituição da peça defeituosa. Inclusive o Parque da Cidade passou por reforma geral para ser reinaugurado no dia 23 de março deste ano.

 

O pessoal de apoio do Parque da Cidade, conforme o secretário Ozeny Moraes, recebe treinamento para os procedimentos necessários em eventuais situações de emergência e de primeiros socorros.

 

Ozeny também alerta aos pais e responsáveis para a necessidade de estarem sempre presentes, acompanhando os menores dentro do parque, conforme exigência explícita na portaria do equipamento, mas que muitas vezes é burlada, visto que já dentro do local, se separam e ficam sem nenhum monitoramento dos familiares.

 

As informações são da Secom