Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 03/06/2015

Prefeitura e Exército na guerra contra o mosquito aedes aegypti

Sa_de e 35 BI no Combate ao Mosquito-fotos Silvio Ttito  (3)O Campo Limpo é o primeiro bairro de Feira de Santana a receber a visita dos soldados do 35º Batalhão de Infantaria, que em parceria com agentes da Vigilância Sanitária e Combate a Endemias da Secretaria Municipal de Saúde deram início, na manhã desta terça-feira, 2, a uma nova fase do combate ao mosquito aedes aeyipti.

 

Chicungunya, que no idioma swahili, da Tanzânia, significa “aquele que se curva” (devido à forma com que os pacientes se envergam por causa das dores que são acometidos), é um vírus parente próximo da dengue que, através de sintomas de febre, vem causando vítimas em todo o mundo, sendo transmitido pelo mosquito aedes aegypti.

 

A febre chicungunya é caracterizada pelo aumento súbito da temperatura do corpo do paciente, normalmente maior que 39 graus, e muitas dores nas articulações de mãos e pés – dedos, tornozelos e pulsos -, podendo ocorrer manchas na pele, dores de cabeça e musculares. Apenas 30% dos casos estudados aparentaram não desenvolver nenhum sintoma.

 

O comandante do 35º BI, tenente-coronel Paulo Sérgio Brito Santos, enfatizou o caráter pioneiro do Exército Brasileiro no combate à doença, considerado pelo oficial “uma missão de extrema importância, porque o mosquito atinge a todos indistintamente, e por isso estamos entrando neste combate determinados a vencer esta doença que está assolando o nosso país”.

 

A secretária municipal de Saúde, Denise Mascarenhas, por sua vez, lembrou que “só a presença dos soldados nas ruas e bairros da cidade, trabalhando ao nosso lado, já transmite confiança na nossa tarefa de combater o mosquito”.

 

“Esta é uma missão de toda a sociedade, de cada pai e de cada mãe de família. Mas a participação do Exército é uma força extraordinária e nós agradecemos ao 35º BI que está colaborando neste combate, que é de toda a cidade”, ponderou o prefeito José Ronaldo.