Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 19/05/2015

Prefeitura vai doar sementes e arar a terra de pequeno agricultor

1852015153702 (1)As 60 toneladas de sementes de feijão e milho, adquiridas pela Prefeitura de Feira de Santana para a safra de inverno, começarão a ser distribuídas a partir da próxima semana. Além das sementes, as terras dos agricultores familiares – aqueles cujas áreas medem entre dois e cinco tarefas, serão preparadas mecanicamente para o plantio. Serão 20 toneladas de milho e 40 toneladas de feijão.

 

No ano passado, de acordo com o IBGE, a zona rural de Feira de Santana produziu duas mil toneladas de feijão e 3,3 mil toneladas de milho. Como são culturas de ciclos curtos, se plantadas em maio as primeiras colheitas, se o tempo continuar favorável, começarão a ser feitas a partir de agosto.

 

As sementes serão distribuías pelas associações de agricultores, que definiu o perfil de quem terá direito. As associações que têm tratores próprios receberão ajuda de custo de R$ 4 mil, que deverão ser usados na compra de combustível e no pagamento do salário do tratorista – ao todo serão 14 organizações nessa condição.

 

Os cinco tratores da frota própria do município já estão sendo usados no preparo das terras. Ao todo serão beneficiados mais de nove mil pequenos agricultores dos distritos de Feira de Santana – Matinha, Maria Quitéria, Tiquaruçu, Governador João Durval Carneiro, Jaíba, Humildes, Bonfim de Feira e Jaguara.

 

O secretário municipal de Agricultura, Wellington Andrade, disse que a distribuição das sementes, de alto poder de germinação, coincide com o ciclo das chuvas, que nos últimos dias vêm caindo em todos os distritos. “Com as sementes em mãos e o clima favorável para o plantio, estes agricultores vão para o campo mais confiantes de que terão uma boa safra”, destaca. Ele salientou que a distribuição das sementes obedece ao ciclo das chuvas.

 

Em média, cada um dos nove mil pequenos agricultores receberão 6,5 quilos de sementes, que dão um significativo impulso à produção agrícola local.