Notícias do Mundo Gospel

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 15/01/2016

Preso injustamente por 24 anos sai da cadeia para ser pastor

6cd92c66-a6ee-4db6-8298-48450883705bO caso Darryl Burton ganhou destaque esta semana na mídia americana. Ele ficou 24 anos preso por um crime que não cometeu. Agora, assumiu como “pastor associado” da Ressurrection Church, igreja que congrega cerca de 24 mil pessoas na cidade de Leawood, no Estado do Kansas.

 

Criado em um lar evangélico, ele se afastou na adolescência. Quando foi acusado de ter assassinado um homem em Saint Louis, duas pessoas surgiram como testemunhas do crime. Ele alegava inocência o tempo todo, mas foi condenado pelo júri em 1985.

 

“Durante os primeiros 15 anos [na cadeia] fiquei tentando fazer tudo com minhas próprias forças… Eu tentei tudo, até que pedi ‘Jesus, se você é real, mostre-me. Se você me ajudar, vou segui-lo e falar a todo mundo sobre você.’”.

 

Mesmo sem esperanças no campo jurídico, Burton escreveu mais de 700 cartas a legisladores, advogados e ativistas que são conhecidos por ajudar presos condenados injustamente.
Finalmente a Centurion Ministries, organização de Nova Jersey, iniciou uma batalha legal em seu favor. Durante oito anos o processo se arrastou até que um juiz revisou a condenação de Burton em 2008, apontando que seu julgamento teve falhas graves.

 

Ao total, ele passou mais de 24 anos na prisão. Conta que dento da penitenciária conheceu um homem que tinha um compromisso sério com Cristo. Durante 7 anos, o homem o “perseguia” falando sobre sua fé e dizia que estava orando por Burton. Também foi apoiado por vários ministérios cristãos que fazem trabalho na prisão.

 

Hoje em dia, vê semelhanças entre sua situação e a enfrentada por José no Egito. “Acho que Deus usou a situação da mesma maneira como José foi jogado na prisão e maltratado por seus irmãos. O que o homem tentou para o mal, Deus usou para o bem. É assim que eu vejo as coisas. Eu nunca culpei a Deus. Deus não me jogou lá”.

 

Desde que saiu da cadeia, em 2008, relutou durante alguns anos até concordar em se tornar pastor. Finalmente decidiu se matricular no seminário. Em 2012, Burton, que só então decidiu terminar o ensino médio, começou a ter aulas de teologia. No finalzinho de 2015, ele se formou no seminário. Agora trabalha com um dos pastores na Ressurection Church e explica que seu foco é o trabalho prisional e a juventude, para evitar que entrem no crime.

 

Karen Lampe, um dos pastores que lideram a igreja, afirma que a congregação está muito satisfeita com Darryl. “Não há ninguém mais humilde que ele. Vemos que só quer fazer o melhor que consegue. Acho que ele está tentando recuperar o tempo perdido.”

 

“Eu quero falar ao mundo sobre Deus, pois só Deus poderia escrever um roteiro como este”, disse Burton. “Eu jamais podia imaginar que esse tipo de coisa aconteceria na minha vida”, afirmou ao Christian Post. Finalizou dizendo que está pensando em ser um missionário em outros países.

 

GOSPEL PRIME