Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 24/09/2014

Profissionais da Saúde serão orientados sobre febre chikungunya

2292014161822 Feira de Santana recebe nesta terça-feira, 23, a visita de um médico do Ministério da Saúde, que vai ministrar palestra sobre a febre chikungunya para médicos e enfermeiros da Secretaria Municipal de Saúde (SMS). Durante o treinamento, a partir das 14h, no auditório Dr. João Batista de Cerqueira, da Secretaria Municipal de Saúde, os profissionais receberão orientações sobre o manejo clínico da doença, diagnóstico e tratamento.

 
Pela manhã, está prevista a ida ao conjunto George Américo, onde foram confirmados cinco casos da doença. Na oportunidade deverá visitar os pacientes. A febre chikungunya é transmitida pelo mosquito do gênero aedes, o aegypti (o mesmo que transmite a dengue) ou albopictus.

 

 

Diante da confirmação dos casos, a SMS, através da Divisão de Vigilância Epidemiológica, intensificou as medidas de controle da doença. Dentre elas, estão visitas dos agentes às residências, ações educativas orientando a população a eliminar os criadouros dentro dos domicílios e reuniões com enfermeiros e médicos das unidades de saúde.

 

A febre chikungunya provoca sintomas parecidos com os da dengue clássica, porém mais intensos e dolorosos. Causa febre alta, dor de cabeça, dores mais acentuadas nas articulações, dores musculares e inchaços nas articulações.

 

O período médio de incubação da doença é também mais prolongado se comparado com a dengue. É de três a sete dias (podendo variar de 1 a 12 dias). Assim como a dengue, não há medicamento para a cura da doença.

 

Uma vez que a pessoa é infectada e se recupera, ela se torna imune à doença, no entanto, o risco atual é que toda a população brasileira está propensa ao vírus. O combate a febre chikungunya é através da eliminação dos principais focos de proliferação do mosquito, como os recipientes que acumulam água.

 

Portal Cidade Gospel