Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 31/12/2014

Programas sociais atendem 182 mil pessoas

5555Programas sociais promovidos pela Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social (Sedeso) responderam pelo atendimento a 182.786 pessoas durante o exercício de 2014. Fazem parte de um contingente de 82 mil famílias (cerca de 300 mil pessoas) inseridas no CadÚnico, ou seja, são pobres que recorrem a algum benefício da assistência social.
O secretário da Sedeso, Ildes Ferreira, observa que deste total de beneficiados com os programas sociais, 58 mil famílias (208 mil pessoas), o correspondente a 69%, estão em situação de extrema pobreza. São beneficiários do programa Bolsa Família.

 

Dentre os principais programas sociais desenvolvidos pela Sedeso estão os 14 Centros de Referência da Assistência Social (CRAS), considerados a porta de entrada das pessoas na política de assistência social, com atuação na atenção básica. Somente este ano responderam por 55.334 atendimentos.

 

Também foram destaques os 10.263 atendimentos realizados nos Centros de Referência Especial da Assistência Social (CRAS), com atuação na atenção especial, com pessoas em situação de extrema vulnerabilidade ou em situação de violação de direitos.

 

Ainda fazem parte do leque de serviços o acesso de 48 mil famílias ao programa Bolsa Família, além da Segurança Alimentar, Nutricional e Cidadania, atendendo a 15.369 pessoas este ano; o programa de economia solidária Inclusão Produtiva, envolvendo 1.014 empreendedores; o Centro de Referência Maria Quitéria, que atua com mulheres vítimas de violência física ou psicológica, onde já foram realizados 2.661 atendimentos.

 

O apoio à criança e ao adolescente, com trabalho preventivo e ações voltadas para situações de violação de direitos, já foram beneficiadas 9.910 crianças e adolescentes este ano. Ainda a promoção da igualdade racial e minorias; programa Estação Juventude, com o propósito de reduzir os índices de homicídio de jovens; o Crack! É possível vencer; programa de convivência social e cidadania nos conjuntos do Minha Casa, Minha Vida, onde 5.027 famílias já foram envolvidas em 2014. E, por fim, o apoio efetivo aos conselhos municipais.