Esportes

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 17/08/2015

Projeto garante atendimento médico nas escolas

540x350_criancas-escolaPrevenção de doenças. Esta é a finalidade do Projeto Saúde na Escola, que vem sendo desenvolvido pela Prefeitura de Feira de Santana, por meio das secretarias de Saúde e a de Educação, que envolve unidades que não são atendidas por agentes lotados nos PSFs (Programa Saúde da Família). “Este atendimento nos deixa mais tranquilos”, afirmou Jean Roberto, pai de Camila e Cauan, que estudam na Escola Allan Kardec, no Jardim Acácia, que os acompanhou à consulta.

 

A equipe formada por médico clínico, enfermeira, nutricionista, vai às escolas, que são escolhidas pela Secretaria de Educação – quatro por semestre. Quando necessário, são encaminhados ao atendimento com fonoaudióloga. São observados o IMC (Índice de Massa Corporal), que define se a criança está acima ou muito acima do peso ideal, se está anêmica ou desnutrida. Obesidade e desnutrição são os casos mais constatados, de acordo com a supervisora do projeto, a enfermeira Graciete Cotrim. É observado, também, o cartão de vacinação da criança.

 

“Os resultados têm sido muito bons”, analisa a enfermeira. “Principalmente por estar focada na prevenção, porque estamos voltados, também, para o bem estar da criança”. Ela disse que também são diagnosticadas crianças com doença falciforme. A nutricionista Anaides Rodrigues disse que orienta pais e crianças – quando esta tem condições de discernimento, sobre o problema e explica sobre a mudança de hábitos alimentares. “A gente faz um estudo nutricional e, quando preciso, recomendamos a reeducação alimentar”. São atendidas 30 crianças por dia.

 

No primeiro semestre foram atendidas as crianças das escolas municipais Cícero de Carvalho, no Sobradinho, Diva Portela, no Jardim Cruzeiro, Coriolano de Carvalho, na Queimadinha, e a João Paulo II, na Queimadinha. No segundo semestre, a Allan Kardec, mais a Olga Noêmia, Marina de Carvalho, no Subaé, e a Maria José Dantas, no Caseb. “É um serviço interessante, importante e os resultados são bons”, disse a diretora da unidade, Cristiana Brandão.