Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 16/09/2016

Projeto torna crime hediondo assassinatos de jornalistas em razão de sua profissão

080Um projeto de lei em tramitação no Senado torna crime hediondo o assassinato de jornalistas em razão de sua profissão. Neste caso, os condenados não terão direito a anistia, graça ou indulto, também cumprirão a pena inicialmente em regime fechado.

 

O texto é de autoria do senador licenciado Acir Gurgacz (PDT-RO), que acredita ser uma afronta à liberda de expressão a violência contra profissionais de imprensa. “Não podemos mais admitir que essa situação se prorrogue.

 

Nesse sentido, apresentamos este projeto para agravar a resposta penal aos homicídios praticados contra jornalistas, em razão de sua profissão. Estando o tipo relacionado como crime hediondo, o agente poderá ser demovido da ideia de praticar a conduta delituosa, sob pena de suportar a severidade do regime”, explicou. O projeto está sob análise da Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ). O Brasil é o oitavo país com mais mortes de jornalistas, de acordo com o International Press Institute.

 

 

TRIBUNA FEIRENSE