Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 14/09/2016

Prótese de silicone pode prejudicar a amamentação?

cirurgia-seios-620-01_1

Dentre os procedimentos mais realizados no Brasil — que se tornou líder no ranking mundial de cirurgias plásticas — o implante de silicone ocupa a segunda posição, atrás apenas da lipoaspiração, segundo a Sociedade Internacional de Cirurgia Plástica Estética.

 

Embora muitas mulheres busquem satisfação estética, a cirurgia de aumento das mamas traz consigo a questão: futuramente, isso poderá impedir a amamentação?

 

O Dr. Fábio Augusto Arruda de Oliveira, mastologista do Hospital e Maternidade São Luiz Itaim, afirma que não, caso as próteses na mamoplastia de aumento sejam colocadas atrás da glândula mamária ou atrás do músculo. “A melhor técnica cirúrgica deve ser avaliada pelo médico em cada caso, devido a suas peculiaridades”, afirma o médico.

 

Isso significa que apesar de interferir no tamanho ou formato, a prótese não muda a estrutura da mama e não interfere nos ductos mamários. “O procedimento é consolidado e muito seguro, desde que seja feito por um profissional capacitado”, afirma o Dr. Fábio.

 

Após a amamentação, a prótese não sofre alteração. O que pode acontecer é o formato da mama ser mudado, por conta da possível flacidez na região.

 

No caso de mulheres que ainda estão amamentando, é recomendado esperar para fazer a cirurgia até o leite secar completamente. Para quem ainda não fez o procedimento e pretende engravidar em breve, vale avaliar a possibilidade de esperar também.

 

GUIAME