Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 03/08/2017

Publicitário recria cena de A Última Ceia e mostra Jesus corintiano e Judas palmeirense

O quadro A Última Ceia, de Leonardo da Vinci, é centro de polêmicas desde que foi concluído pelo artista. E em 2017, uma particularidade brasileira fez com que a pintura voltasse às discussões porque um publicitário decidiu colocar uma camisa do Corinthians na figura representativa de Jesus. E Judas, o traidor, virou palmeirense.

 

O publicitário Sidney Simplício, estudante de Cinema e Audiovisual da Universidade Federal do Ceará (UFC) decidiu trocar as figuras que representavam Jesus e os doze discípulos por pessoas vestidas com camisas de futebol depois que sua professora de Teorias Estéticas da Arte pediu um trabalho acadêmico com releitura de uma obra de arte.

 

Simplício abandonou a máxima “futebol não se discute” e decidiu polemizar. A explicação de porque Jesus é corintiano e Judas, palmeirense, é óbvia: “Meu irmão mais novo é palmeirense. Não bastasse isso, meu filho mais velho era corintiano. Daí meu irmão fez com que meu filho começasse a torcer pelo Palmeiras. Acho que isso já explica muito da escolha de Jesus, não é?”, contou, ao Globo Esporte.

 

Sua ideia ganhou corpo quando descobriu que um de seus amigos era colecionador de camisas e tinha todas as que ele precisava para a fotografia. “Pensei em colocar Jesus como juiz e depois colocar os times de futebol. Mas acho que a repercussão não seria tão agradável”, disse, admitindo que pensava em chamar atenção.

 

“Por isso, corintiano que sou, escolhi Jesus como Corinthians. E Judas como Palmeiras, não é? O restante foi mesmo de acordo com o posicionamento e as cores originais da imagem. O cara com a camisa do Inter, por exemplo, na original está com uma vestimenta de tom mais avermelhado. E por aí vai”, explicou.

 

Segundo o publicitário, algumas das pessoas fotografadas nem contato com futebol tem: “Quem vestiu a camisa do Inter, pouco sacava de futebol, por exemplo. O cara que vestiu a camisa do São Paulo usou uma camisa de futebol pela primeira vez na vida, inclusive. O filho dele olhou e disse: ‘Engraçado, o senhor com uma camisa de futebol’”, concluiu.

 

Gospel +