Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 17/09/2014

Público da tarde Gospel na Expofeira era misto; Conheça os bastidores

IMG-20140914-WA0015Após alguns internautas e amigos, questionarem sobre as fotos da Tarde Gospel na Expofeira no último sábado(13), onde mostravam o local do show praticamente vazio, resolvemos esclarecer alguns fatos que ficaram obscuros em detrimento de precipitações de pessoas que não viveram os bastidores da festa.

 

O objetivo da matéria foi demonstrar a falta de divulgação da secretaria responsável, que causou um desgaste para os cantores evangélicos.Outro ponto a ser observado é que o veiculo de comunicação (site) divulgou o evento (veja os arquivos) e fez a chamada para o público na emissora de rádio. Contudo, não faz sentido a versão apresentada por duas pessoas que o PCG, faz perseguição às bandas locais, pois no mínimo seria contraditório.

 

“ Lamentável o fato, pois o evento não iria acontecer. Após a minha cobrança direta ao órgão nos veículos de comunicação juntamente com alguns amigos, a entidade voltou atrás e atendeu ao pedido”

 

Vejo que como na Bíblia, a história da cura dos dez leprosos, somente um voltou para agradecer. Isso também pode ser aplicado nos dias atuais, ’’ escreveu o radialista Denivaldo Costa.
“ Como é triste ver as pessoas que não valorizam quem a gente ajuda, tão pouco quem lutou pelo retorno do espaço gospel na Expofeira. As pessoas não sabem da batalha travada para obter o espaço ali ’’, pontuou.

 

“Ninguém tem coragem de gritar e defender a comunidade. Não só foi desta vez, mas em outras oportunidades já esquecidas pelos insatisfeitos”, completou.Sobre a publicação de fotos nas redes socais do evento que mostram pessoas e o espaço com um grupo de jovem, também tem explicação.IMG-20140914-WA0020

Por causa de um problema citado por participantes de um gerador, acabamos descobrindo que o fato atrasou a entradas de cantores no palco. A foto apresentada agora, não foi publicada, pois poderia ficar mal interpretada e traria confusão.

 

A justificativa se da com a entrada de pessoas que relataram que estavam ali para o show secular, respondendo a reportagem de um membro de emissora não evangélica. Vale salientar que duas emissoras transmitiam flashes durante a semana e tinham acesso aos transeuntes. Em contato com secretaria de Cultura Esporte e Lazer foi confirmado que o horário, devido ao atraso, era realmente das bandas Marrom Glaser, Flávio José e outros, conforme dados oficiais da entidade.

 

Para robustecer a informação, as pessoas que passavam naquele momento pela portaria começaram a serem revistadas com mais rigor, pois os seguranças notaram que não se tratavam visivelmente de evangélicos, a julgar pelos padrões e comportamentos de grupos, mesmo porque o anúncio da Prefeitura era “Tarde”, e não “Noite Gospel”.

 

Pelo fato da mistura das pessoas que já estavam lá, com a multidão que chegava não era viável e justo, ratificar que todo o grupo na foto era de cristãos, já que a matéria citada era especificamente sobre o público gospel. Já as imagens de outros participantes, não mostram nas redes nenhuma uma multidão.3-

“Entretanto, o que é visto são apenas imagens de palco e poucas pessoas em alguns momentos ”, afirma Denivaldo Costa. Fato confirmado pelo o repórter Carlos Valadares da rádio Transamérica.

 

O jornalista disse que em relação à presença de pessoas e comparando com as atrações anteriores, houve uma estimativa de 100 jovens, mas havia um público chegado para outra atração não evangélica, que se misturou e preencheu o espaço.

 

A presença destas pessoas deve ter rendido frutos espirituais, pois a palavra do senhor no coração foi semeada e jamais volta vazia. Com isso, o texto não traduz descriminação aos levitas, mas traz a tona a alvo e o foco a não divulgação da entidade que escolheu horário para acoplar, se encaixar naquilo que não existia e foi feito de forma rápida.

 

A fala do produtor de evento, não passou de ser mal entendido. Na realidade, o profissional quis dizer que há uma necessidade de uma atração nacional, já que todos os participantes eram da terra e acabam não despertando a ida do público.

 

O profeta não tem honra na sua pátria, é que diz a palavra de Deus subentende que as pessoas já conhecem os músicos, pois tocam frequentemente nas diversas denominações do município.

 

Depoimento de Sandro Nazireu

 

Na manhã desta terça-feira (16), o próprio cantor Sandro Nazireu e o comunicador Denivaldo Costa conversaram sobre o assunto em questão. Após explicar minuciosamente as informações acima citadas, o levita entendeu a real situação e ficou admirado ao tomar conhecimento que o público era misto.10553632_597825930338906_3441413424412828481_n

Ao mesmo tempo, Nazireu agradeceu e disse que a situação foi melhor assim, pois o evangelismo é o seu alvo principal. Ainda com bastante entusiasmo, o sanfoneiro ratificou a sua felicidade com os frutos daquele momento, e pelas pessoas que se renderam a Jesus, e que tudo é da vontade de Deus.

 

Justiça

 

Respeitamos as opiniões populares, mas não compactuamos com agressões ou xingamentos, tão pouco ofensa moral nas redes sociais. As pessoas envolvidas já foram identificas nas postagens das matérias com conteúdo de agressões. As postagens já foram arquivadas, e nesta semana estaremos acionando juridicamente os citados na forma da Lei.

 

Reflexão

 

Esperamos que com estes esclarecimentos, não haja mais desgastes. Ao tempo peço que os que se envolveram na polêmica tenham humildade de recolher os erros, pois antes de falar é preciso conhecer profundamente os fatos.

 

Portal Cidade Gospel