Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 04/11/2016

“Queria levar o Evangelho até o último dia de minha vida e estou cumprindo”, diz Cid Moreira

1Com uma voz grave e marcante, Cid Moreira iniciou sua carreira como um locutor versátil — filmes, documentários, rádios e comerciais contavam com sua narração. Nos próximos 27 anos, o jornalista passou a compor a bancada do Jornal Nacional, da Rede Globo, sendo o âncora que mais tempo esteve à frente de um mesmo telejornal.

 

Em meio ao destaque no jornalismo, sua carreira passou a tomar outro rumo quando Cid foi gravou os primeiros Salmos.

 

“Isso começou há uns 25 anos, quando eu dei uma entrevista a um jornal no Rio de Janeiro, dizendo que gostava de gravar mensagens cristãs. Esse jornal foi publicado no suplemento do domingo e, na segunda-feira, eu recebi um telefonema sendo convidado para gravar Salmos”, disse ele em entrevista exclusiva ao Guiame durante o lançamento da Nova Versão Transformadora, pela Editora Mundo Cristão.

 

Depois de fazer parte do primeiro projeto de narração da Bíblia, seu envolvimento com as mensagens cristãs não pararam mais. “Na sequência, depois que eu fui contratado por outra gravadora, a Warner Continental, eu gravei ‘O Sermão da Montanha'”, conta.

 

Quando completou 25 anos apresentando o Jornal Nacional, Cid se tornou mais do que um homem de notícias — um homem a serviço de Deus. Ao todo, seus CD’s com as passagens bíblicas já venderam mais de 30 milhões de cópias por todo o Brasil, um sucesso de vendas incontestável.

 

“Na capa do LP [da Bíblia] eu escrevi que passei 25 anos gravando notícias nem sempre boas aos lares do País, mas a partir daquele momento, eu queria levar o Evangelho, que são notícias de Deus, até o último dia de minha vida. Eu simplesmente estou cumprindo aquilo que eu prometi”, afirma.

 

Embora Cid tenha nascido e sido batizado em um lar católico, sua fé cristã foi se moldando e amadurecendo ao longo da vida. “Voltei a ter esse contato [com a fé] intensamente a partir de 1990”, ele lembra.

 

Com seu inconfundível “boa noite”, Cid Moreira passou a ser lendário na história da televisão brasileira. No entanto, aos 89 anos de idade, ele chegou a conclusão de que sua missão de vida estava além do jornalismo, mas na propagação da Palavra de Deus. “Eu não só digo, como eu sinto isso. Graças a Ele eu sinto”.

GUIAME