Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 30/09/2014

Rua Olney São Paulo em fase de conclusão

2992014144439O aposentado Pedro Ferreira da Conceição junta os dedos da mão direita e os passa de um lado para o outro sobre os lábios. É um dos sinais que indicam satisfação ou aprovação com alguma situação ou atitude. Neste caso é a situação da rua Olney São Paulo, que de tão longa fica entre os bairros 35º BI e Aviário. “Agora está boa demais. Nunca pensei que um dia ia ver esta rua todinha pavimentada”, comemora.

 
A pavimentação, que está sendo feita pela Prefeitura de Feira de Santana e está em fase de conclusão, tem parte a paralelepípedos – até por volta do número 5.661 a partir da avenida Eduardo Fróes da Motta, e, a partir dali, ganhou cobertura asfáltica, até os empreendimentos Aviário I e II, do MCMV. O material usado foi o asfalto a quente, como é conhecido o CBUQ (Concreto Betuminoso Usinado a Quente), material de alta resistência que é usado na urbanização das grandes cidades.

 

“Agora está outra rua”, disse a dona de casa Salete Aparecida, que mora no Aviário. “Depois de anos de espera finalmente a nossa rua está ótima”. Além da pavimentação a Olney São Paulo – ele foi cineasta, também está ganhando passeio. “A gente vai poder andar nesta rua sem perigo”, continuou a dona de casa. A rua vai se tornar um dos principais corredores de tráfego para a zona sul. “Do jeito que está o tempo para a gente chegar no centro e de ônibus vai diminuir bem”.

 

Outra obra importante para os moradores do Aviário, que nos últimos anos ganhou milhares de novos habitantes com os empreendimentos do programa MCMV, é a ponte construída sobre um dos riachos afluentes do rio Subaé. A ponte acaba para sempre o problema da interrupção do trânsito na Olney durante os períodos de chuvas mais intensas. “Simplesmente quando chovia forte o riacho enchia e interrompia durante dias a passagem de carros”, lembra Jocélio dos Reis, que mora próximo do equipamento.

 

A Prefeitura também pavimentou a rua Dois Irmãos, que é paralela à Olney São Paulo – começa na ponte e se une cerca de 400 metros adiante.

 

Secom