Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 14/03/2017

Satanistas anunciam queima de Bíblias e invocação de demônios

Estudantes satanistas da Universidade de Clemson anunciaram uma cerimônia de “sacrifício de animais”, que seria realizada no último sábado (11). O ritual também envolvia a queima de Bíblias para “comemorar” a inauguração da nova capela no campus, segundo relatos.

 

Um grupo de estudantes da universidade na Carolina do Sul, que se chama Templo Neo-satânico Não-ortodoxo de e usam o acrônimo “CUNT”, anunciou o evento em um folheto, convidando os alunos a se juntar a eles para a “cerimônia”, mas não mencionou qual o local do ritual dentro do campus ou qualquer informação de contato.

 

O panfleto também expunha imagens satânicas, incluindo pentagramas, crânios de cabra e uma lista das atividades que seriam realizadas, como uma “cerimônia de tortura da Bíblia”, com um prêmio de 25 dólares para o “otário da CUNT” que levasse o maior número de Bíblias ao ritual e um “evento de conclusão do Pentagrama”, destinado a “convocar Baphomet [divindade satânica] para celebrar a nova Capela de Clemson”, de acordo com o site de notícias da universidade, ‘Campus Reform’.

 

O folheto afirmava que o Escritório do Colegiado de Clemson iria fornecer o cordeiro para ser sacrifado no evento.

 

No entanto, o Diretor do Departamento de Relações da Universidade, Kirby Player negou a alegação, dizendo que o escritório não estaria fornecendo quaisquer animais para o abate no ritual.

 

Os alunos levaram para as mídias sociais para expressar indignação sobre a cerimônia satânica.

 

“Eu tentarei ficar longe de Clemson neste fim de semana”, disse um dos tweets. “Eu sabia que eu escolhi a escola errada”, disse outro.

 

A Capela de Cadden (localizada dentro do Campus de Clemson) no campus recebeu este nome após um estudante, chamado Samuel J. Cadden, ter morrido em um acidente de carro em 2015. Os nomes de mais de 600 alunos que faleceram antes de se formar também serão gravados na capela como um tributo, de acordo com o site ‘Blacklisted News’.

 

A capela de 6 milhões de dólares estará aberta a estudantes de todas ou nenhuma crença religiosa para meditação e reflexão e também funcionará como um casamento ou funeral no campus, com capacidade para 150 pessoas.

 

A participação de ativistas satânicos nos campi das Universidades dos EUA não é algo incomum.

 

Em março do ano passado (2016), o Distrito Escolar do Condado de Delta do Colorado disse que as políticas administrativas não permitem impedir que os grupos ateístas continuem com seu plano de colocar literatura secular e satânica nas bibliotecas escolares.

 

Os ateus e ‘Freethinkers’ (ativistas do ‘pensamento livre’) do lado oeste do Colorado e a Fundação (também ateísta) ‘Freedom From Religion’ (FFRF) exigiram a inclusão de sua literatura sobre nas bibliotecas do ensino médio, em resposta à distribuição das Bíblias e Novos Testamentos, feita pelos Gideões nas escolas.

 

“Elfos, unicórnios, deuses, duendes, anjos, fadas, fantasmas, Papai Noel, a fada dos dentes… Todas essas criaturas mitológicas têm uma função na mente humana”, diz um folheto da organização ateísta.

 

“Os deuses foram inventados para explicar fenômenos naturais, como trovões e raios… Eles ensinam às crianças que Jesus Cristo foi pregado numa cruz por causa de ‘seus pecados e seu coração enganoso’. Estes programas são projetados para envergonhar e aterrorizar as crianças em submissão e silêncio, e ensiná-las a não fazer perguntas…”, acrescentou a FFRF.

 

GUIAME