Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 16/05/2017

Secretaria de Saúde com ações na Micareta

A Secretaria Municipal de Saúde estará prestando diversos serviços aos foliões feirenses durante a Micareta 2017, que acontece entre os dias 18 e 21 de abril. Atividades educativas, testes rápidos, fiscalização de serviços de alimento e bebidas e outras diversas ações para que irão promover saúde pública e segurança durante os dias do circuito.

 

A Vigilância Sanitária vai fiscalizar os serviços de alimentação e bebida, no sítio da festa, nas barracas armadas, nos ambulantes, nos camarotes, etc. Além disso, será realizadas inspeções do descarte de material das cloacas, dos trios e carros de apoio, bem como a integridade estrutural desses equipamentos para evitar que os mesmos causem malefícios ao desenvolvimento da festa.

 

A coordenadora da Vigilância Sanitária, Kérssia Carneiro informa que a fiscalização também se estende “as condições higiênicas-sanitárias dos postos médicos, lanchonetes e bares das entidades carnavalescas (blocos), barracas ambulantes, bares, restaurantes, estação rodoviária, no sítio da festa e próximo dela, ou qualquer estabelecimento que mereça a atenção da Vigilância Sanitária, que seja potencial gerador de riscos e danos à saúde pública”.

 

Diversas inspeções também serão realizadas pelo Cerest no circuito, para verificar as questões de segurança e saúde do trabalhador. Protetores auriculares, luvas – no caso de cordeiros, alimentação e cumprimento dos valores acordados são necessários para o bom desempenho das atividades. A utilização de crianças, gestantes e idosos também são alvos da fiscalização.

 

A Vigilância Epidemiológica estará fazendo orientações sobre o acondicionamento adequado da água e dos resíduos sólidos, com o objetivo de evitar a proliferação de vetores e agravos do mosquito Aedes Aegypti no período da micareta. Blitz de saúde nos portais de acesso do circuito e orientações sobre a importância da atualização do esquema vacinal com foco na vacina da febre amarela para as pessoas que moram ou se deslocam para àreas de risco, fazem parte das ações.

 

Testes rápido de HIV, sífilis e hepatite serão realizados pelo Programa DST/aids. Caso a sífilis dê reagente, o paciente inicia o tratamento imediato. Atividades educativas também serão realizadas, distribuição de preservativos e informações sobre doenças sexualmente transmissíveis e suas formas de prevenção.

 

Secom