Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 10/04/2018

Sessão solene registra os 50 anos da Igreja Avivamento Bíblico; veja o vídeo do evento

O plenário e a galeria da Câmara Municipal foram transformados em espaço de oração, na noite desta segunda-feira (9/4), durante a sessão solene para comemorar os 50 anos de fundação da Igreja Evangélica Avivamento Bíblico. Dois pastores se revezaram na tribuna da Casa da Cidadania para contar a história da Igreja nesse meio século de funcionamento. A programação incluiu ainda apresentações musicais.

Ao saudar os presentes, o vereador Isaías dos Santos definiu o momento como “muito especial”, pela celebração do cinquentenário da Igreja. E compartilhou com todos o Salmo de Davi, que tributa ao Senhor “glória e força”. Autor da proposta de realização da sessão solene, ele lembrou que a solicitação foi aprovada por unanimidade pelos vereadores, “temem mesmo os que não são evangélicos, mas e honram a Deus”. Isaías pediu oração pelos vereadores, para cumprirem a missão de legislar.

 

Coube a Daniel Oliveira do Carmo, vice-presidente do Campo Central, o primeiro palestrante da noite, contar a história da Igreja Avivamento Bíblico, que chegou ao Nordeste, propriamente em Feira de Santana, em fevereiro de 1968, por meio do pastor Raimundo Ferreira de Silva, baiano que residia em São Paulo. Segundo ele, a Igreja implantou uma nova proposta de evangelização, conforme está registrado no livro “Uma História de Milagres”.

 

O pastor Valdivan Conceição Nascimento, presidente do Campo Central, agradeceu à Câmara e ao vereador Isaías dos Santos, pelo reconhecimento à história e ao trabalho da instituição religiosa, permitindo a celebração de uma data tão significativa. Citou Mateus: “Vocês são o sal da terra, mas se o sal perder o seu valor não servirá para nada”, para levar à reflexão sobre a relevância da Igreja. “O que seria do mundo se não fosse a Igreja”, questionou.

“Quando Jesus diz que ‘a Igreja é a luz do mundo’, ele destaca que ela existe para dar direção ao nosso caminho, é o farol na estrada, para que as trevas não se reflitam na justiça social, na família e no distanciamento das pessoas do criador”, afirmou o palestrante, observou que a abundância na vida do homem não é só material. “Nem só de pão vive o homem”, citou. “A Igreja existe para aproximar as pessoas de Deus, por meio do Evangelho da Salvação”, ressaltou o pastor.

 

A mesa da solenidade, presidida pelo 2º vice-presidente do Legislativo, vereador Marcos Antônio dos Santos Lima, foi composta ainda pelo Bispo Wilson Dias, diretor regional da UNIPAS, representando a AME Bahia; os pastores Valdivan Conceição Nascimento, presidente do Campo Central; Daniel Oliveira do Carmo, vice-presidente Campo Central,; Ramon Fernandes dos Santos, presidente do Campo Feira X; e Marcos Paulo Santos Oliveira, presidente do Campo Morada do Sol.

 

Ascom