Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 10/06/2017

Sheherazade continua dando dor de cabeça a Silvio Santos

A Justiça realmente não se esquece de algumas coisas. Lembram das declarações dadas por Rachel Sheherazade em 2014, apresentadora de telejornal na emissora, a favor de um grupo de “justiceiros” que agrediu, despiu e acorrentou a um poste um jovem de 15 anos, acusado de praticar pequenos furtos no bairro do Flamengo, no Rio de Janeiro (RJ)? Pois o SBT ainda não está livre dessa encrenca.

 

A Procuradoria Regional da República da 3ª Região (PRR3) defendeu a condenação da SBT por veicular no telejornal SBT Brasil comentários em defesa da ação de um grupo de pessoas que agrediu a pauladas um suposto infrator de 15 anos e o prendeu nu.

 

Na época, a jornalista disse no ar que a ficha do adolescente “está mais suja do que pau de galinheiro” e defendeu a ação do grupo que amarrou e espancou o rapaz: “O contra-ataque aos bandidos é o que eu chamo de legítima defesa coletiva de uma sociedade sem Estado contra um estado de violência sem limite”.

 

Em apelação a ser julgada pelo Tribunal Regional Federal (TRF3), o procurador regional da República Walter Claudius Rothenburg contesta sentença da primeira instância que julgou improcedente a ação civil pública ajuizada em setembro de 2014 pelo Ministério Público Federal (MPF).

 

Agora, a procuradoria requer que o SBT veicule um quadro com a retratação dos comentários da jornalista, um pedido de desculpas, sob pena de multa de R$ 500 mil por dia de descumprimento. A veiculação deverá esclarecer aos telespectadores que a incitação à violência não é aceita pela Justiça e é crime.

 

O SBT ainda pode ter de pagar R$ 532 mil de indenização por dano moral coletivo pela fala da âncora. Silvio Santos já avisou Rachel e Danilo Gentili, em tom de brincadeira/verdade, que não quer os dois opinando sobre política e arrumando confusões. Mas o jurídico do SBT segue trabalhando muito por conta deles.

 

R7.COM