Esportes

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 04/12/2014

Sistema de videomonitoramento já está em fase de teste em Feira

15859-2Cerca de cem câmeras que compõem o futuro sistema de videomonitoramento de Feira de Santana já estão em fase de teste. A expectativa é que a implantação de todo o sistema seja concluída até o final da primeira quinzena de julho, quando deverá entrar em atividade, definitivamente. Ao todo serão instaladas quase 200 destes equipamentos, dotados de tecnologia de ponta.

 

 

E os resultados preliminares são excelentes. O prefeito José Ronaldo de Carvalho esteve na Secretaria de Prevenção à Violência, na noite desta segunda-feira, 2, quando ouviu explicações técnicas do projeto, que vai contribuir diretamente na segurança da cidade. Ele se inteirou do projeto e do seu andamento.

 

 

“Estas câmeras e equipamentos, que funcionarão 24 horas, deixarão os cidadãos mais tranquilos com relação à segurança pública, pois elas captarão fatos ou incidentes que aconteçam nos seus raios de ação”, afirmou o prefeito. “Estas câmeras, dotadas de potentes lentes que aproximam as imagens com nitidez, serão os olhos cada vez mais atentos da nossa força de segurança”.

 

 

As câmeras foram instaladas em praticamente todos os bairros de Feira de Santana – algumas estão posicionadas estrategicamente na zona rural. “A nossa expectativa é que estes equipamentos ajudem a reduzir os índices de criminalidade, seja ele de qualquer potencial”. Ele salientou que o sistema vai integrar todos os órgãos de segurança.

 

 

Para o secretário Mauro Moraes, o videomonitoramento vai se tornar um forte aliado no quesito segurança pública. “Lançamos mão da tecnologia para oferecer tranquilidade aos cidadãos, porque as imagens inibirão as ações criminosas e, se elas acontecerem, permitirão que cheguemos mais rapidamente aos seus autores”. Disse ainda que os equipamentos darão suporte as ações ostensivas e de investigação das polícias. “Sem dúvidas que elas serão aliados eficientes no combate e a repressão de atos criminosos e de vandalismo”.

 

 

No centro da cidade falta apenas ser instaladas câmeras no Centro de Abastecimento, que vai ganhar 31, e no MAP (Mercado de Arte Popular), que terá cinco destes equipamentos. De acordo com a empresa responsável, a WiMaxi, dentro de dez dias o serviço no entreposto comercial deverá ser concluído – o MAP passa por recuperação da sua estrutura.

 

 

As informações são da Secom/PMFS.