Coluna Especial

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 11/10/2017

Sobre tatuagem: A Bíblia condena ou apoia?

Gostaria de esclarecer que não é minha intenção problematizar a questão, muito menos prejudicar a liderança ou opinião de alguém, quer seja contrário ou favorável a tatuagem. Cada igreja ou líder é livre para determinar em sua comunidade qual é a “doutrina” da igreja local referente ao assunto, e conforme nos ensina a Palavra de Deus, devemos ser submissos aos nossos líderes: (Hb 13:17). Minha postura nesta última postagem sobre o tema foi esclarecer que não há indícios bíblicos que apoiam ou condenam tal prática nos dias de hoje.

 

Mesmo que muitos queiram evidenciar a passagem de Levítico como condenatória: “Não façam cortes em seus corpos por causa dos mortos, nem tatuagem em si mesmos. Eu sou o Senhor.” (Levítico 19:28). Ela pode ser no máximo restritiva, isto é: (limitar o uso da tatuagem para fins de Glorificar a Deus.)

 

A palavra traduzida como tatuagem é a palavra “qa aqa” que significa literalmente “corte profundo”, mas tomada com as palavras circundantes, indica um corte que deixou uma marca impressa na pele, uma cicatriz, que era geralmente fruto de um culto pagão aos mortos. Ou seja, a chamada “tatuagem” nesse contexto era um rito aos mortos, uma expressão religiosa pagã. A tatuagem de hoje é muito diferente daqueles que originalmente receberam o Pentateuco. Hoje a tatuagem é um meio decorativo de auto-expressão e decoração pessoal. Na nossa cultura atual, as pessoas modificam sua aparência para a beleza de muitas maneiras, vejamos:

 

1. Maquiagem definitiva é uma forma de tatuagem?

 

2. Cirugia plástica para alteração de aparência natural é oermitido?

 

3. Coloração de cabelos e pele denotam uma alteração em nossa aparência?

 

4. Usar aparelho ortodôntico é uma mudança radical na aparência que Deus designou pra nós?

 

Qualquer prática destas citadas acima, nos modifica na forma como fomos originalmente criados. Hoje de acordo com nosso contexto cultural nada disso denota uma conexão com o mal ou uma fé falsa. A maioria das pessoas hoje não faz tatuagens para fins religiosos antigos, as tatuagens de hoje são para ornamentação do próprio corpo.

 

Se enfatizarmos essa passagem, devemos também obedecer as leis do Antigo Testamento, e ai seríamos obrigados por regras que restringiriam os frutos do mar e a carne de porco, os penteados, o uso de roupas feitas de dois tecidos diferentes e até a mistura entre derivados de carne e leite, enfim, uma série de regras sem sentido algum em nossos dias. Muitos cristãos hoje se tatuam não em homenagem a um ídolo falso ou a uma divindade anti-cristã, mas com amor ao único Deus. Muitos hoje utilizam essa marcação permanente como forma de glorificar a Deus. Alguns até acreditam que as tatuagens cristãs atraem perguntas sobre fé e proporcionam oportunidades para falar de Jesus e evangelizar.

 

Eu ainda poderia citar outras passagens que “supostamente” permitem ou apoiam a tatuagem, como por exemplo: “Veja, eu gravei você nas palmas das minhas mãos; seus muros estão sempre diante de mim.” (Isaías 49:16)

 

“Coloque-me como um selo sobre o seu coração; como um selo sobre o seu braço; pois o amor é tão forte quanto a morte, e o ciúme é tão inflexível quanto a sepultura. Suas brasas são fogo ardente, são labaredas do Senhor.” (Cânticos 8:6)

 

Um dirá: “Pertenço ao Senhor”; outro chamará a si mesmo pelo nome de Jacó; ainda outro escreverá em sua mão: “Do Senhor”, e tomará para si o nome Israel.” (Isaías 44:5)

 

Eu poderia indevidamente atropelar estes contextos e verificar que existem mais textos a favor do que contra a prática de se tatuar, mas jamais faria isso. Portanto encerro com a sabedoria do Apóstolo Paulo este controverso assunto, e mais uma vez me desculpo por qualquer constrangimento aos amados irmãos:

 

“Aceitem o que é fraco na fé, sem discutir assuntos controvertidos. Um crê que pode comer de tudo; já outro, cuja fé é fraca, come apenas alimentos vegetais. Aquele que come de tudo não deve desprezar o que não come, e aquele que não come de tudo não deve condenar aquele que come, pois Deus o aceitou. Quem é você para julgar o servo alheio? É para o seu senhor que ele está de pé ou cai. E ficará de pé, pois o Senhor é capaz de o sustentar. Há quem considere um dia mais sagrado que outro; há quem considere iguais todos os dias. Cada um deve estar plenamente convicto em sua própria mente.” (Romanos 14:1-5)

 

Observações que podem ajudar!

 

Fazer uma tatuagem é uma decisão significativa e só pode ser feita depois de uma profunda análise pessoal e de contexto social. Algumas perguntas que você deve considerar antes de fazer uma tatuagem. Estas perguntas apenas são um guia para auxiliar você a tomar esta decisão.

 

a) Eu legalmente tenho idade para me tatuar?

 

b) Se eu morar com meus pais, meus pais apoiarão minha decisão?

 

c)Eu estaria desafiando a autoridade que Deus deu aos meus pais sobre mim na minha idade atual?

 

d) Ainda desejaria essa imagem particular quando eu envelhecer?

 

e) E se meu futuro companheiro(a) não gostar de ver esta imagem por toda a vida?

 

f) Esta tatuagem glorificou a Deus de alguma maneira?

 

g) Sinto-me plenamente convencido de que as tatuagens são permitidas para os cristãos?

 

A Deus toda a Glória

 

Bruno dos Santos

 
GUIAME