Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 27/03/2015

Técnicas de gestão do artesanato paraibano serão implantadas no MAP

2532015161547Um intercâmbio altamente positivo. Assim foi definida a viagem de uma comissão formada por permissionários do Mercado de Arte Popular (MAP) e dirigentes de entidades, ao estado da Paraíba, considerado um dos berços do artesanato nacional. A visita aconteceu nos dias 17 e 18 de março.

 
A iniciativa contou também com a parceria da Secretaria Municipal de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico. O projeto visa criar elos entre toda a cadeia produtiva do artesanato, composta de produção, organização, capacitação, promoção e comercialização.

 

A viagem a João Pessoa, na Paraíba, teve como objetivo de proporcionar conhecimento sobe o turismo de eventos e negócios e, principalmente, o mercado de artesanato da capital paraibana.

 

“O talento dos artesãos paraibanos se revela pela sua originalidade e tem surpreendido e encantado turistas de toda parte”, constata Graça Cordeiro, diretora de Turismo da Secretaria.

 

Mas não foi só a arte paraibana que transformou o artesanato local em um negócio que hoje não para de crescer. O sistema de gestão, segundo Graça, foi confiado de comum acordo a um condomínio, que arrecada em média R$ 290,00 mensais de cada permissionário e mantém tudo limpo, bonito, seguro e atraente. “Percebemos que, embora seja um órgão público, funciona como uma empresa privada que segue todos os trâmites legais. Se a pessoa não paga o compromisso mensal por exemplo, é fichada no SPC”, explica.

 

ADOTAR MODELO

 

O modelo paraibano será discutido em Feira de Santana para ser, possivelmente, adotado, pelo menos em parte, logo após a reinauguração MAP. Na próxima semana o Departamento de Turismo da Secretaria finaliza a edição de vídeos gravados durante a viagem à Paraíba, a fim de repassar as informações e discutir o que pode ou não ser adaptado à realidade feirense.