Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 28/06/2014

Templo de Salomão foi construído de forma irregular, em terreno dedicado a moradias populares, diz vereador

templo-de-salomaoA construção do Templo de Salomão da Igreja Universal do Reino de Deus foi executada de forma irregular, desobedecendo ao atual Plano Diretor da cidade de São Paulo. A prefeitura – que autorizou o início das obras sabendo da situação – encaminhou projeto para votação na Câmara Municipal para regularizar a situação.

 

O terreno onde o megatemplo da Universal foi construído fica numa área considerada com boa infra-estrutura urbana, pertence à Zona Especial de Interesse Social (ZEIS), que o Plano Diretor vigente dedica à construção de novas moradias populares. Isso se dá especialmente pelo fato de a cidade de São Paulo registrar déficit habitacional, como muitas outras capitais brasileiras.

 

Agora, os vereadores discutem a aprovação de um novo Plano Diretor para a cidade, e que altera a classificação onde o megatemplo foi construído. A inauguração está prevista para o próximo dia 31 de julho, com a presença de diversas autoridades e da presidente Dilma Rousseff (PT). No entanto, apenas o bispo Edir Macedo discursará na ocasião.

 

O relator do novo Plano Diretor, vereador Nabil Bonduki (PT), admite que foi feita uma adaptação do projeto original para regularizar o megatemplo da Igreja Universal do Reino de Deus: “A Comissão de Habitação da Prefeitura desclassificou essa ZEIS e aprovou uma reforma no imóvel, que acabou gerando o Templo de Salomão. Não teria sentido mantê-la como ZEIS no Plano Diretor, se, obviamente, não se vai mais construir habitação social ali. Seria enganar as pessoas. O que deve ser investigado agora é porque foi aprovada a reforma no imóvel antigo que tinha ali e que acabou gerando o Templo de Salomão”, explicou.

 

A obra foi iniciada em 2011, na gestão do antigo prefeito Gilberto Kassab (PSD) e a mudança no Plano Diretor altera apenas a classificação do quarteirão onde a Universal ergueu sua nova sede. O Templo de Salomão possui 74 mil M² e tem lugar para 10 mil pessoas, de acordo com informações do jornal O Estado de S. Paulo.

 

Gospel +