Notícias do Mundo Gospel

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 19/05/2016

Terrorista pede morte para chegar no paraíso “na hora”

2Um terrorista do Estado Islâmico, cujo nome não foi divulgado, viu falhar a bomba que trazia presa ao corpo. Acabou sendo preso pelos soldados das forças curdas. Desesperado, ele pediu para ser morto por seus captores. Os pesgmerga – como são conhecidos – estavam lutando contra um grupo de soldados do EI perto de Mosul, norte do Iraque.

 
O motivo, segundo ele, é que não poderia faltar a um evento que ocorreria no paraíso, às 16 horas daquele dia. Tratava-se do festival da Isra e Mi’raj. A data lembra a ‘viagem mística’ que Maomé diz ter feito sobre um cavalo alado de Meca até Jerusalém.

 
Segundo o profeta dos muçulmanos, ele recebeu ordens de Alá no céu. Ao retornar, começou a passar seus ensinamentos aos fiéis que mais tarde seriam chamados de muçulmanos.

 
O tenente-coronel Salim al-Surji, afirma que o prisioneiro estava ferido após a explosão de seus colegas, que eram homens-bomba. O prisioneiro explicou que saiu da cidade de Samarra junto com outros 50 soldados. O plano de todos eles era morrerem em combate para poderem comemorar juntos a data no céu. Como seu plano falhou, ele estava muito triste.

 

Apesar dos apelos, os curdos não o mataram e ainda trataram dos seus ferimentos.

 

GOSPEL PRIME