Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 13/07/2018

Transexuais e travestis podem se inscrever com nome social em concurso

Pela primeira vez no município, transexuais e travestis poderão usar seus nomes sociais na ficha de inscrição e disputar uma das cem vagas oferecidas pela Prefeitura de Feira de Santana para o cargo de professor da rede municipal. Está previsto no edital.

 

Entende-se como nome social aquele pelo qual transexuais e travestis se reconhecem e são identificados pela comunidade e em seu meio social. Para tanto, os interessados deverão informar o nome social por requerimento.

 

A informação deverá ser feita via o e-mail candidato@aocp.com.br até o dia 6 de agosto. Com a solicitação, o candidato deverá enviar cópia de documento oficial de identificação e cópia do registro do nome social.

 

A anotação do nome social de travestis e transexuais constará por escrito nos editais do concurso, entre parênteses, antes do respectivo nome civil. Estes candidatos deverão apresentar como identificação oficial, no dia de aplicação das provas, um dos documentos previstos no edital.

 

Fábio Ribeiro, ativista e chefe da Divisão de Minorias – órgão da Secretaria de Desenvolvimento Social, vê avanços para os segmentos, com a aplicação da Lei. “O município, assim procedendo, respeita a legislação pertinente e a opção de transexuais e travestis”.

 

A iniciativa, diz, respeita a identidade de gênero. “A pessoa se inscreve sabendo que a sua condição será devidamente respeitada e, assim, vai se sentir mais segura e à vontade para participar da seleção”. São oferecidas vagas para a educação infantil e para até o 5º ano da educação fundamental.

 

 

Secom