Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 22/06/2016

Três dias depois de casado, jovem descobre que esposa que dizia estar grávida era homem

7354471d-a8a5-4449-80d2-3b0b0a6a9c62

Dizem que, para conhecer uma pessoa realmente, é preciso consumir um pacote de sal com ela – ou seja: leva-se tempo. Um golpista chinês provou recentemente, a todo o mundo, que esse raciocínio faz realmente sentido. Basicamente, em um intervalo de apenas 1 ano, ele conseguiu enganar 11 homens, que acreditaram que o cara era uma mulher.
Ao seduzir os rapazes e os fazer acreditar que ele era a garota dos sonhos, o golpista conseguia roubar grandes quantias de dinheiro deles e depois fugia. Uma das vítimas foi, inclusive, levada a se casar com o farsante, que afirmou estar “grávida”.
Wang, um jovem da província chinesa de Huaiyang, levou possivelmente o maior susto da sua vida ao ser avisado pela polícia de que sua esposa grávida era, na verdade, um homem acostumado a se passar por mulher para extorquir dinheiro de suas vítimas.
Foi em outubro de 2015 que Wang foi informado pela namorada, que conheceu pela internet, de que ela estava grávida. Toda a família ficou sabendo da novidade, e os planos para o casório começaram a ser feitos logo em sequência. O casamento ocorreu como esperado e foi um sucesso, exceto pelo fato de que, três dias depois, a noiva simplesmente desapareceu, levando consigo todos os presentes, os itens de valor da família e uma grande quantia em dinheiro.
Envergonhado de dizer que sua esposa havia fugido apenas três dias depois da cerimônia, Wang não comentou nada com sua família, que, ao perceber o sumiço da “moça”, achou que o casal havia brigado, apenas. Enquanto isso, em uma cidade vizinha, um jovem rapaz havia denunciado uma mulher chamada Miao Xiaomin, que ele também havia conhecido online, e que, depois de receber o equivalente a R$ 16 mil do homem, fugiu e não deixou vestígios.
Ao seguir uma série de pistas, os policiais chegaram até um café, onde encontraram a suspeita, vestida de homem e com um documento de identidade em nome de Miao Songtao, de 27 anos de idade. Ao chegarem à casa do jovem, os policiais encontraram várias perucas, maquiagens, roupas femininas e, inclusive, lingeries. Em entrevista, Songtao disse ter interesse em acessórios femininos e afirmou que não está certo quanto à própria sexualidade.
O fato é que o jovem impostor acabou confessando ter enganado 11 homens em 1 ano, além de ter roubado o dinheiro deles – detalhe: apenas um homem denunciou a ação de Songtao à polícia. Até o momento, ninguém sabe explicar como o criminoso não apenas se passou por mulher, mas conseguiu convencer um homem de que estava “grávida”. Fica o questionamento.
PORTAL DE NOTÍCIAS.NET