Esportes

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 10/04/2017

Tricolor promete atuar melhor nos jogos decisivos pelo Nordestão

A derrota deste domingo (9) tinha tudo para doer além da conta nos tricolores: além de ter sido para o rival, acabou com a invencibilidade do Bahia na Fonte Nova, que chegou a 19 jogos.

 

Mas a lamentação não foi tão profunda. O técnico Guto Ferreira lembrou que o tropeço veio quando o prejuízo não será tão grande, já que a classificação do Baianão já estava decidida. Melhor, então, mirar os Ba-Vis eliminatórios pela Copa do Nordeste.

 

“Se for olhar por esse lado, sim (o prejuízo não foi grande). Nos próximos jogos teremos que buscar o triunfo de qualquer jeito, até porque temos como objetivo chegar à final da Copa do Nordeste, e teremos que confrontar eles diretamente para isso. Esse (clássico) aí foi um campeonato à parte, perdemos, mas agora vale o campeonato maior”, disse Guto.

 

O treinador ainda foi questionado sobre o fato de não ter trocado Hernane quando o camisa 9 vinha fazendo outro jogo ruim. “Essa é a sua opinião. Eu não tenho que responder, tenho apenas que respeitar”, disse a um radialista que fez a pergunta sobre o atacante.

 

Para o lateral-direito Eduardo, o Bahia foi superior na etapa final e mereceu o empate, por isso precisa trabalhar para jogar de maneira equilibrada. “Durante a temporada tem sido assim, nosso segundo tempo tem sido mais proveitoso. Acho que a gente tem entrado em campo no primeiro tempo muito dispersos. Temos que trabalhar forte para ter equilíbrio e jogar bem nos 90 minutos”, afirmou.

 

Correio