Esportes

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 17/04/2016

Tricolor tenta chegar à segunda final consecutiva do Nordestão

RTEmagicC_aee76fabd0.jpg

O Bahia está a um passo de repetir a campanha da Copa do Nordeste do ano passado. O final, no entanto, os tricolores querem escrever de uma maneira diferente, já que em 2015 o time deixou escapar o título para o Ceará, no Castelão.

 

Não há chance de revanche, já que o alvinegro foi eliminado nas quartas de final pelo Santa Cruz, adversário de hoje, às 16h, na Fonte Nova (Esporte Interativo e EI MAXX). O que se sabe é que, em caso de classificação à final, a grande decisão será em Salvador, pois Sport e Campinense não podem superar a campanha da equipe do técnico Doriva.
Na semifinal do ano passado, diante do rubro-negro pernambucano, o jogo de volta foi daqueles de deixar o torcedor com o coração na mão. Duas viradas durante a partida e triunfo por 3×2 na base do sofrimento. Souza, autor de três gols no confronto, foi o herói do dia na ocasião.

 

Cerca de 40.205 pagantes estiveram presentes na Fonte Nova. Repetir ou até mesmo superar esse público é um dos desafios desta tarde e a convocação já foi feita. “Compareça, nos prestigie. É um momento importante”, pediu Doriva.

 

Para chegar à final, o tricolor precisará de um empate por 0x0 ou 1×1, ou também de um triunfo por qualquer placar, já que empatou por dois gols fora de casa. Se o resultado do Arruda se repetir, a decisão da vaga será na disputa por pênaltis.

 

Antes da partida começar, o “Cabo Lima”, ídolo tricolor, será homenageado com uma camisa retrô produzida pelo clube, levando o seu nome e o número cinco. O “canhão do Fazendão” também dará o pontapé inicial do jogo.

 
Foto: Estadão Conteúdo