Notícias do Mundo Gospel

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 23/05/2017

Trump diz que irá se esforçar para um ‘acordo de paz’ entre Israel e Palestina

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, se comprometeu nesta terça-feira (23) a trabalhar para um acordo de paz entre israelenses e palestinos.

 

Dirigindo-se a políticos e personalidades judaicas no Museu de Israel, em Jerusalém, Trump finalizou sua visita a Israel com um discurso entusiasmado sobre a nação.

 

“Através de suas dificuldades vocês criaram uma das terras mais abundantes do mundo, uma terra que é rica não apenas em história e cultura, mas especialmente em espírito”, disse o presidente americano. “Eu fico admirado com as realizações do povo judeu”.

 

Após uma reunião com o presidente da Autoridade Palestina, Mahmud Abbas, Trump afirmou que os palestinos estão prontos para buscar um acordo de paz. Ele exortou as duas nações a deixarem de lado “as divergências do passado” e seguir em frente.

 

“Os palestinos estão prontos para um acordo de paz”, disse Trump. Virando-se para o primeiro-ministro israelense, Benjamin Netanyahu, ele acrescentou: “Benjamin Netanyahu quer a paz”.

 

“Eu sei que vocês já ouviram isso antes”, observou ele, acrescentando que com “determinação, compromisso e a crença de que a paz é possível, israelenses e palestinos poderão fazer um acordo”.

 

Trump evitou explorar as questões que vem frustrando os esforços de paz entre israelenses e palestinos durante décadas. Ele não mencionou os assentamentos israelenses, o status da cidade de Jerusalém ou mesmo a solução de dois estados.

 

Em relação à ameaça que o Irã representa para Israel, Trump disse que seu governo está “firmemente empenhado” em evitar que Teerã consiga armas nucleares e apoie terroristas e milícias.

 

“O Irã não vai ter armas nucleares”, prometeu o chefe de Estado americano. “O Irã pede a destruição de Israel, mas não com Donald J. Trump”, disse ele, recebendo aplausos.

 

Netanyahu aproveitou a ocasião para agradecer a amizade de Trump e se ofereceu para trabalharem juntos contra o terrorismo. “Israel nunca teve e nunca terá um amigo melhor que os Estados Unidos da América”, disse ele.

 

Após visitar Arábia Saudita, Israel e a Cisjordânia, Trump irá se encontrar com o Papa Francisco, no Vaticano, na quarta-feira (24), segundo a CNN.

 

GUIAME