Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 14/05/2015

Vereador acusa secretário municipal de mandar fechar galpão no centro da cidade

CM_Foto_Franklin-DoriaDSC_0436-300x200A situação das obras de reforma do Mercado de Arte Popular voltou a ser tema de discurso do vereador Edvaldo Lima (PP), nesta quarta-feira (13), na Câmara Municipal de Feira de Santana. O edil disse estar preocupado com a situação dos permissionários do equipamento.

 

“Vistoriamos as obras que o Governo diz que estão 80% concluídas. O dono da empresa responsável pela obra afirmou ter 70%, mas acreditamos que só chega a 30 ou 40%”, disse.

 
O edil ressaltou ainda que ocorreu um problema no galpão onde funciona provisoriamente o Mercado de Arte Popular, situado na rua Olímpio Vital. “Após marcarem presença aqui na Câmara, os comerciantes quando retornaram ao galpão, para abrir os seus comércios, encontraram-o com as portas fechadas. O local é público, porque é pago pelos impostos da população. Uma senhora de nome Marta disse ter ordem do secretário Borges Júnior para não abrir e levar a chave para a Prefeitura”, relatou o edil.

 

Segundo o vereador, apenas por volta das 15h30 a chave chegou através de um dos funcionários. “Vejo isso como uma irresponsabilidade do Governo. Eu entendo que este secretário não pode continuar na pasta. Daqui a pouco ele vai mandar fechar as portas dos comércios de particulares também. O secretário precisa pegar a pasta e ir embora”, sugeriu Edvaldo, criticando Antônio Carlos Borges Júnior, titular da Secretaria Municipal de Trabalho, Turismo e Desenvolvimento Econômico.

 

Foto: Franklin Doria