Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 13/08/2014

Vereador Edvaldo Lima manteve seu voto contrário, mas projeto foi aprovado na Câmara Municipal

10547406_258139181044521_8313975140392778327_nO Poder Executivo conseguiu emplacar mais um projeto de sua autoria na Câmara de Vereadores. Na manhã desta terça-feira (12), os vereadores aprovaram por maioria, em seguida discussão em caráter de urgência, o projeto de lei que altera os dispositivos das Leis nº3.362/2013 e 3.385/2013, que cria e normatiza o Departamento de Promoção da Igualdade Racial e da Juventude, na estrutura organizacional da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Social.

 

O PL extingue o Departamento de Promoção da Igualdade de Gênero, competido suas atribuições ao Departamento de Promoção de Igualdade de Gênero, da Igualdade Racial e da Juventude e tem objetivo coordenar, orientar, supervisionar, controlar e executar as ações da Secretaria de Ação Social nas áreas do trabalho exercido para incorporação das especifidades das mulheres, das diferentes etnias, da juventude e das minorias nas politicas públicas, priorizando a promoção às atividades de melhorias de vida.

 

Na ultima segunda-feira (11), quando o projeto foi votado em primeira discussão causou divergências entre os parlamentares e a votação terminou com o voto contrário do vereador Edvaldo Lima (PP); abstenção de sete vereadores e voto favoráveis dos demais edis.

 

Entretanto, nesta terça-feira (12) o quadro mudou: apenas o vereador Edvaldo Lima e mais dois edis mantiveram seus votos e o projeto conseguiu ser aprovado com facilidade em segunda discussão.

 

O vereador Edvaldo Lima manteve seu voto e explica sua posição. “Voto contra o projeto porque a partir do momento que promove a igualdade racional coloca os negros em situação de descriminalização, estão inferiorizando os negros”, destaca.

 

Fonte: Jornal Folha do Estado/ Assessoria.