Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 10/11/2014

Vereadores declaram apoio aos artesãos

imageEm discurso na sessão legislativa, o edil Edvaldo Lima (PP) parabenizou os artesãos que estiveram na Casa da Cidadania, nesta segunda-feira (10), em busca do apoio dos vereadores para continuarem instalados no Centro de Abastecimento. Ele garantiu aos trabalhadores que o Legislativo feirense atenderá aos anseios da categoria.

 

“Quero parabenizar os comerciantes do Centro de Abastecimento que vieram aqui pedir apoio ao Legislativo. Eles dizem não à mudança do local de trabalho e anseiam a revitalização do Centro, mas sem prejuízo aos comerciantes e trabalhadores”, relatou Edvaldo.

 

Segundo o vereador, “os artesãos não podem ser penalizados devido ao projeto que o governo monta tentando removê-los de onde estão instalados há tantos anos e de onde tiram seus sustentos. Não podemos aprovar um projeto que traz a esta categoria um prejuízo. Os artesãos podem ficar certos de que esta Casa não trará prejuízos a vocês, vamos lutar para que permaneçam no lugar que estão há mais de 30 anos”, disse.

 

Edvaldo afirmou que também tem lutado pela revitalização do entreposto comercial. Ele se queixou, entre outras coisas, da situação dos sanitários públicos e cobrou o retorno do restaurante popular do Centro de Abastecimento. “Se depender deste vereador estarei ao lado de vocês e acredito que aqui têm outros vereadores que também estão. O Governo anda falando por aí que a maioria dos boxes está fechada, para demonstrar que vocês não utilizam, mas o Governo não está falando a verdade. Em caminhada com Fernando Torres, vi que ali todos trabalham”, garantiu o vereador.

 

Em seguida, o edil Beldes Ramos (PT) afirmou que ainda não conseguiu entender por que a Prefeitura quer construir o shopping popular de Feira de Santana no espaço onde funciona o artesanato do Centro de Abastecimento.

 

“Tem um terreno na Olímpio Vital, que pode ser construído o shopping. Não consigo compreender por que, em nome do progresso, sempre se coloca a cultura, tradição e raízes em último lugar. Dessa forma, começam a matar o Centro de Abastecimento. Feira de Santana nasceu de uma feira e os feirantes precisam de respeito”, disse Beldes, declarando também o seu apoio aos artesãos.

 

Portal Cidade Gospel