Destaques

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 03/03/2016

Vídeo do Porta dos Fundos diz que Jesus não ama a todos e a Bíblia “tem muita mentira”; Assista

1

Jesus existe, mas não ama a todos, segundo o novo vídeo do canal de humor Porta dos Fundos. O esquete “Jesus te Ama” tenta vender a imagem de que pessoas com comportamento reprovável não são alcançadas pelo amor divino.
O vídeo, protagonizado pelo humorista ateu Fábio Porchat – que acaba de assinar contrato com a TV Record para apresentar um talk-show -, mostra uma moça agradecendo a ajuda de um rapaz com um “obrigada, Jesus te ama” após ele ajudá-la a pegar um produto na prateleira. Nesse momento, Jesus aparece e diz que não é bem assim.

 
“Opa, desculpe interromper… Só um minuto. É que você disse aí que eu amo, eu não amo”, diz o Jesus dos humoristas.

 
Sem entender muito, a jovem diz “você é Jesus, ama a todos nós”, enquanto ele retruca: “Médio. Isso é um pouco mais de lenda do que de verdade. Tem muita gente que eu amo muito, realmente. Tem gente que eu amo mais ‘ok’, e tem gente que eu não amo. Ele no caso”, diz Jesus, apontando para o rapaz que havia acabado de ajudar a moça.

 
Na sequência, o texto do esquete sugere que Jesus e Buda dialogam para superar problemas, e que algumas pessoas não podem ser amadas: “Já viu os posts que ele bota em Facebook? Ah, retuíta Bolsonaro…”, afirma Jesus, explicando porque não consegue amar o rapaz.

 
A menção ao deputado federal fluminense é uma crítica velada às suas posições políticas, de extrema direita. Um dos fundadores do Porta dos Fundos, Gregório Duvivier, ateu, é colunista do jornal Folha de S. Paulo e militante do pensamento de esquerda.

 
Mais adiante, Jesus diz ao rapaz que o fato de não amá-lo não significa que ele está condenado ao inferno, porém ele já tomou “birra” e tem vontade de agredi-lo. No fim do diálogo, um ateu esbarra em Jesus e ele diz que ama muito o cético, antes de sair correndo tentando agradá-lo.

 
Ao final do vídeo, o personagem de Porchat aborda um pregador de rua e pede que ele pare de dizer que “Jesus vai voltar”, pois isso não seria verdade: “Oi, deixa eu te falar… Então, não vou voltar. Eu vim porque eu tava com uma peninha de você, que está meses aí falando… Eu não vou [voltar]. Eu estou super bem aonde estou, felicíssimo, cheio de coisa boa”, diz Jesus, tomando a Bíblia do pregador: “Me dá isso aqui, tem muita mentira aqui também. Vai viver tua vida”.

GOSPEL+