Notícias

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 01/06/2017

Violência nas escolas: professora diz que há toque de recolher em Feira

Educadores e gestores públicos debateram a violência nas escolas em Feira de Santana na manhã desta quarta-feira (31). O evento aconteceu no auditório da Associação Comercial e foi promovido pela Academia de Educação de Feira de Santana.

 

“O objetivo é trazer ao conhecimento da sociedade a realidade das unidades escolares e as ações que estão sendo empreendidas pelos gestores para reduzir os indicadores. São situações provocadas por violência no entorno das escola, por gangues e por situações violentas nas próprias famílias. A droga também tem interferência no ambiente da escola”, explicou a presidente da Academia de Educação, professora Anaci Paim, explica o objetivo do seminário.

 

Anda segundo Anaci Paim, algumas escolas públicas em Feira já chegaram a suspender aulas durante a noite por suposto toque de recolher de traficantes. “A evasão tem sido muito grande por conta dessas situações de violência”, relatou a professora.

 

O major Lúcio José Fonseca, comandante da 64ª Companhia Independente da Polícia Militar, esteve no seminário e disse que a PM não foi comunicada sobre supostos episódios de toque de recolher em bairros e escolas da cidade. “Não temos registro desse tipo de ação. Entendemos que isso não existe. Não devemos cultuar esse tipo de sentimento porque só vai favorecer o terror”.

 

Ainda segundo o major Lúcio José, a PM está atuando nas unidades escolares com o programa Ronda nas Escolas. A ação, que conta com viaturas e equipes próprias, tem possibilitado a redução nos índices de criminalidade no entorno das escolas.

 

O Seminário sobre Violência na Escola teve a participação da Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS) e da Secretaria Municipal de Educação.

 

DE OLHO NA CIDADE