Esportes

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 13/03/2016

Vitória faz belo 2º tempo, marca dois gols e acaba com 100% do Bahia na Fonte Nova

1

O Bahia era 100% na temporada. Era. Passado. Neste domingo (13), após um primeiro tempo equilibrado, o Vitória sobrou no segundo e venceu clássico contra o eterno rival por 2×0, acabando com a invencibilidade do tricolor na temporada e mantendo a freguesia recente no Ba-Vi. Já são sete clássicos sem saber o que é ser derrotado.

 

Nas quartas do Campeonato Baiano, o Leão pega o Flamengo de Guanambi. Já o Bahia enfrenta o Bahia de Feira.

 

A primeira chance foi tricolor. Logo aos 2, após roubada de bola, Zé Roberto serviu Luisinho que bateu de longe. Mas sem perigo para Caíque. O Leão respondeu seis minutos depois, numa bomba de Amaral que Lomba pegou em dois tempos.

 

O clássico era do jeito que o torcedor gosta: pegado. No entanto, as oportunidades de gol eram escassas devido ao jogo truncado no meio. Coube a um volante, Paulo Roberto, arrancar pelo meio e fazer fila na defesa rubro-negra, mas ele finalizou mal. Quem chutou bem foi Juninho, logo em seguida, lá do meio da rua. Mas o goleirão Caíque se esticou todo e fez bela defesa.

 

A emoção chegou de vez ao Ba-Vi. Aos 30, Tiago Real aproveitou boa jogada de Marinho e, da marca do pênalti, finalizou. Éder se jogou na bola e salvou o Bahia desviando o chute.

 

O Esquadrão respondeu com Luisinho, que aproveitou cruzamento de Edigar Junio e cabeceou: Caíque, de novo, se deu melhor. Na mesma moeda, Robert tentou abrir o placar para o Leão, mas a bola passou ao lado de Lomba.

 

Relâmpago

 

Na volta do intervalo, não deu tempo nem para o torcedor que pegava cerveja na cantina se sentar. Com 20 segundos de jogo, Vander aproveitou pixotada de Hayner, entrou sozinho na área, e do jeito que ele gosta, deu uma chapa no canto esquerdo de Lomba: Leão 1×0. O segundo quase veio na sequência. Marinho deixou João Paulo sem pai nem mãe e bateu pra dentro da área. Gustavo conseguiu se antecipar a Robert e salvou o tricolor.

 

O Bahia buscou o empate com Zé Roberto, de cabeça, mas Caíque, novamente, estava lá para salvar o Leão. No contra-ataque, Tiago Real bateu forte. Passou perto. Em lance bem parecido, Robert também perdeu. Nenhum dos dois lances se compara ao gol que o zagueiro Vinicius desperdiçou após escanteio: sozinho, meteu pra fora.

 

Na quarta chance, não teve perdão. A defesa do Bahia bateu cabeça, Marinho roubou de Juninho e serviu Tiago Real, que aproximou, mirou e bateu sem chance para Lomba: 2×0.

 

Bem superior em campo, o Leão mandava no jogo, usando bem as laterais. Luisinho, Juninho e Éder ainda tentaram, mas o Bahia seguiu sem mexer no placar.

 

Correio (Foto: Felipe Olivera/EC Bahia)