Esportes

Portal Cidade Gospel | Redação | Publicado em 02/05/2016

Vitória vence o Bahia e reverte vantagem pelo título do baianão

34500-2Cerca de 20 mil torcedores assistiram, na trade deste domingo (1º), no Barradão, ao Vitória aumentar sua invencibilidade sobre o Bahia em clássicos. Com o triunfo por 2 a 0 sobre o Bahia, o Rubro-Negro chegou a oito BAVIs sem perder e ainda reverteu a vantagem na briga pelo título baiano.

 

Diego Renan, de pânelti, e Amaral marcaram os gols da partida. Com o resultado, o Tricolor, que tinha a vantagem de jogar por dois resultados iguais, o que poderia ser dois empates, agora terá que correr atrás.

 

No jogo de volta, no próximo domingo (8), na Arena Fonte Nova, o Leão poderá perder por até um gol de diferença que ficará com o título. Já ao Esquadrão resta vencer o rival por dois ou mais gols de diferença.
O JOGO

 

O clássico começou movimentado e muito equilibrado nos primeiros dez minutos. Aos 11, o clima de rivalidade logo tomou conta do gramado. Marinho e Juninho se estranharam e levaram cartão amarelo.

 

Aos 21, em uma jogada de contra-ataque, a bola foi lançada na área, Vander dividiu com Tinga, caiu no gramado e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Diego Renan descolocou Lomba e abriu o placar para o Vitória.

 

Na frente do placar, o Rubro-Negro cresceu na partida e passou a ter mais posse de bola. Foi quando, aos 42 minutos, os donos da casa fizeram mais um. Após passe de Vander, Amaral pegou de chapa, de primeira, e acertou o ângulo de Lomba para marcar o segundo.

 

Após o gol, o Bahia correu para tentar diminuir e quase marcou aos 43. Edigar Junio tocou de bico na área, mas Caíque se esticou todo para fazer uma bonita defesa.

 

Já aos 44, o goleiro do Leão brilhou mais uma vez. Desta vez, após um chute forte de Thiago Ribeiro o garoto espalmou bonito para evitar.

 

As duas equipes voltaram com a mesma formação para o segundo tempo, mas logo aos três minutos o Bahia sofreu uma baixa. Edigar Junio sentiu lesão muscular na coxa e deu lugar a Luisinho.

 

Já aos seis minutos, o Vitória teve a primeira chance de marcar. Após contra-ataque rápido, Marinho invadiu a área, deixou Éder no chão, mas chutou em cima de Lomba. Se o atacante cruza, tinham três rubro-negros em condições de marcar.

 

Aos 26 e 27 minutos, Vagner Mancini fez duas alterações no Leão. Marcelo e Alípio entraram nos lugares de Amaral e Vander, respectivamente.

 

Aos 45, o Leão quase marca um golaço. Após bela jogada pela direita, José Welison cruzou na área, Kieza pegou de voleio e Lomba fez uma grande defesa para evitar o terceiro.

 

As informações são do Galáticos Online